Warning: include_once(includes/paginas/opovo/online/geral/header.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/online/geral/header.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

VERSÃO IMPRESSA

Olhos fechados em direção ao abismo

01:30 | 15/10/2018

A agonia do pacto político de 1988 chega a sua fase crítica. Ele vem ruindo desde 2013. Agora chegou o momento de conquista do poder? Tudo indica que sim. Está em marcha na sociedade brasileira uma redefinição de um pacto entre Estado e Sociedade com a exclusão das elites dominantes do antigo sistema. O colapso das lideranças tradicionais foi arrasante. Fizeram tudo para manter a velha política, mesmo assim uma força tsunâmica varreu o consenso médio até então estabelecido. É populismo? Sim, tudo indica. É criador de uma nova ordem pública civilizada? Não, nada indica. Mesmo assim é preciso entender o que se passa neste momento na sociedade. Parece uma revanche, uma tomada de abrupta de poder por forças que até então pareciam constituir uma maioria silenciosa que encontrou finalmente um porta-voz. É o colapso de uma modernização pelo alto que agora exige seu pagamento. E o custo está sendo alto demais, a acreditar nos enunciados discursivos em disputa na sociedade.

 

Votou-se com emoção e sem razão - o medo e o ódio foram sentimentos dominantes. Os opositores de Bolsonaro trataram de imediatamente colocar uma imagem negativa e perversa nele, mesmo assim milhões de eleitores depositaram o voto exatamente nesse que representa aspectos tão negativos. É algo preocupante e ao mesmo tempo desafiador entender e explicar o que acontece com o País.

 

A política tradicional morreu, mas ainda resistem alguns representantes. Não se votou pelas propostas dos candidatos, votou-se com esperança que algo seja feito diante do estado moral, político e econômico lamentáveis que nos encontramos. De nada ajuda imaginar que o candidato representa a barbárie porque não parece ser assim que seus eleitores o veem. O mal-estar dominante na sociedade com anos de descaso, violência e corrupção dos políticos tradicionais nos levaram a esse estado de coisas.

 

O candidato Bolsonaro representa negação de tudo isso que está aí. Gostemos ou não, para seus eleitores ele representa exatamente o que fora no passado a candidatura de Lula, esperança que algo mude. O voto foi pela mudança radical, uma aposta no escuro e um passo em direção ao abismo. Esses eleitores fecham os olhos para aquilo que o candidato diz, minimizam ou relativizam suas declarações, outros têm uma identificação exatamente com esse discurso. O sentimento antipetista dominante em parcela do eleitorado é manifesto, a recusa dos interlocutores tradicionais também. É uma afirmação da agonia cotidiana marcada pela violência para as camadas mais pobres, é a sensação de desordem generalizada. Não se pode fechar os olhos para tudo isso. É real. O medo que agora já toma parte de setores intelectualizados é sentimento dominante nos setores populares. A candidatura conseguiu galvanizar esse sentimento de recusa dos atores tradicionais, parece indicar que já não tem tempo para esperar que a política da forma liberal como a conhecemos venha a dar respostas imediatas as suas angústias. É uma eleição de ruptura e ao mesmo tempo de desejo que algo ocorra, mesmo que isso possa nos levar à beira do precipício. Quem tem vida tão precária já não tem mais confiança que possa ser de maneira diferente. A eleição de Bolsonaro significa a derrota das elites brasileiras que sempre se voltou contra os interesses do povo. É surpreendente que quando se previa uma enxurrada de votos brancos e nulos, esse eleitorado viu na figura do capitão reformado a oportunidade de realizar o mesmo desejo: punir o establishment.

 

Valmir lopes

lopesvalmir@gmail.com

Cientista político e professor da UFC

 

TAGS


Warning: include_once(includes/paginas/opovo/col.dir.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/col.dir.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(includes/paginas/opovo/online/geral/footer.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/online/geral/footer.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305