PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Prevenção do Suicídio: urgência para o Ceará

01:30 | 19/09/2018
De acordo com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - Datasus, no período de 2011 a 2015 cerca de 3.000 pessoas tiraram sua própria vida no Ceará, o que fez nosso Estado atingir o 5º lugar no ranking nacional.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o suicídio pode ser prevenido em até 90% dos casos se houver um adequado investimento na prevenção, na capacitação e no surgimento de uma concreta rede de saúde mental.

Assim, diante do crescente número de suicídios e da ausência de efetivas 

 políticas públicas de prevenção no Ceará, o Ministério Público Estadual, instituição constitucionalmente escolhida para proteger direitos e interesses da sociedade, dentre eles o direito à vida, lançou, com o apoio de vários parceiros, o projeto "Vidas Preservadas: MP e a sociedade pela prevenção do suicídio".

O principal objetivo do projeto é conscientizar os gestores públicos (estaduais e municipais), bem como toda a sociedade, para a importância do cuidado para com o fenômeno social do suicídio e, consequentemente, para a urgência da destinação de recursos públicos que garantam o desenvolvimento de uma política preventiva capaz de gerar resultados concretos.

O "Vidas Preservadas" se propõe ainda a: a) fomentar o surgimento de um vigoroso movimento pela valorização da vida dentro das instituições e das organizações não governamentais; e b) possibilitar a capacitação de profissionais e atores sociais das mais diversas áreas de modo que eles consigam identificar pessoas com ideação suicida, tenham êxito em abordar imediata e adequadamente tais pessoas e se sintam capazes de realizar o encaminhamento necessário.

Acreditamos que essa iniciativa se mostra como uma semente que traz em si, ao mesmo tempo, o potencial revolucionário de uma sociedade consciente e o cuidado maternal com o mundo íntimo de cada ser humano.

A germinação dessa semente cabe ao esforço de cada um, os frutos ao tempo.

 

Hugo Mendonça

hugolmendonca@hotmail.com

Promotor de Justiça e um dos coordenadores do projeto Vidas Preservadas