VERSÃO IMPRESSA

O curioso protesto contra a democracia

01:30 | 02/06/2018

Ainda que apontada por muitos como anárquica ou sem ordem, a democracia representa a única forma viável de convivência humana. É graças a ela que podemos assistir a protestos, debates e manifestações com opiniões as mais diversas sobre as temáticas variadas e complexas perante as quais uma sociedade plural e complexa se debruça. 


Dentro desse cenário, somente se pode atribuir a uma profunda falta de vivência política ou de maturidade cidadã a concepção de que o estabelecimento de um governo ditatorial de qualquer ordem poderá oferecer soluções para os graves problemas enfrentados pela sociedade brasileira, na qual se faz imprescindível conciliar inúmeros temas divergentes quanto a classes sociais, interesses econômicos, crenças religiosas etc.
 

O próprio exercício dos direitos de greve ou de manifestação somente encontra amparo sob a existência de um ambiente democrático como aquele que foi consagrado pela Constituição Federal de 1988, por vezes tão incompreendida. A falta de soluções para tais problemas passa por uma necessária escolha daqueles que se crê sejam os mais aptos a resolvê-los, e que possam construir soluções a partir das divergências.
 

Aqui cabe indagar: devem ser toleradas posições de intolerância política? A resposta deverá ser negativa. Coibir a intolerância representa um dos principais mecanismos de defesa social, sob pena de se calarem no futuro as vozes divergentes. Todo protesto representa em última análise o exercício de um direito fundamental. 

 

Curiosamente, um dos temas mais fortemente abordados na última greve dos caminhoneiros residiu no apelo pela tomada de poder fora do processo democrático.
 

Devemos à democracia a possibilidade de que se discutam temas como a formação de preços de combustíveis, redução de impostos e reivindicações de melhor qualidade dos serviços públicos. Vamos lutar nela e por ela, repelindo o totalitarismo que a destrói.

 

Rômulo Moreira Conrado
romulo@mpf.mp.br
Procurador da República

TAGS