VERSÃO IMPRESSA

Não poderemos construir um futuro sem a igualdade

01:30 | 25/05/2018

A VII Conferência Internacional de Direitos Humanos, realizada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, e sediada pela Ordem dos Advogados do Brasil Secção Ceará, se encerra nesta sexta-feira (25/05).
 

Aproveitando este importante evento, convido à reflexão de que cada vez mais se faz necessário conservar o espírito de combate ao extremismo e ao ódio, de se interromper o desrespeito às leis humanitárias, de se defender grupos da sociedade civil que enfrentam medidas cada vez mais duras que os impedem de exercer seu papel em sociedade.


Precisamos defender o discurso humanitário, o respeito à cidadania e ao direito de todos viverem em solo brasileiro da forma que assim desejarem. Abolir o preconceito e o discurso de ódio talvez seja um dos desafios mais recentes da sociedade atual, moderna e global.
 

É chegada a hora de se combater com força e determinação uma pauta  cidadã e humanitária. Não se constrói uma nação senão pautada no respeito às minorias, na conservação de políticas sociais e na garantia de direitos sociais, sobretudo para os mais necessitados. Para tanto, é preciso união.
 

Defender os direitos humanos deve ser um interesse de todos nós, pois o respeito a esses direitos representa bem-estar para cada indivíduo, estabilidade para a sociedade e harmonia para a nação.
 

Para isso, devemos desempenhar o nosso papel em defesa desses direitos onde quer que estejamos. A mudança começa dentro das nossas casas, no trabalho e no contexto social. O espírito de luta pela humanidade em nós deve ser conservado como uma forma perene de luta contra a pobreza, desigualdade, violência, exclusão e discriminação.
 

Por isso, nos sentimos honrados em receber esse evento em nosso Estado. Mais uma vez, a Ordem dos Advogados do Brasil contribui de forma efetiva para a construção de uma sociedade mais justa. Que ao final desses debates tenhamos amadurecido nossos discursos de modo efetivo para a valorização da vida, por mais igualdade, garantia de direitos sociais e respeito ao próximo.
 

Não poderemos construir um futuro melhor para as próximas gerações sem a igualdade e a garantia do respeito aos grupos sociais.

 

Marcelo Mota
marcelomotadv@hotmail.com
Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Ceará 

TAGS