VERSÃO IMPRESSA

Falhar pode ser inspirador

01:30 | 21/05/2018

Atualmente, nos deparamos sempre com notícias sobre startups, jovens bilionários com ideias inovadoras e o fascínio das empresas unicórnios (avaliação de preço de mercado acima de 1 bilhão de dólares). O que leva essas pessoas a encontrarem algo que ninguém tinha pensado antes?
Quem faz sempre as mesmas perguntas às mesmas pessoas vai obter sempre as mesmas respostas. O que parece ser um problema de um ponto de vista pode aparecer como uma oportunidade de outro. Neste cenário, os conceitos de visão periférica e pensamento lateral, chegam com força total, para ajudar as pessoas a se desviarem do pensamento linear.


Se você nunca erra, o alvo está perto demais. Novas abordagens para a resolução de um problema podem vir de direções diferentes. Organizações inovadoras criam o espaço para tentativa e erro. Eles sabem que aprender com o fracasso pode levar ao sucesso. Erros podem custar dinheiro, tempo e energia da equipe. Porém, apostar somente no que sempre dá certo, não vai levar a algo inovador.
 

Começar perguntando por que não, ser curioso, usar o instinto e a imaginação. Um pensamento que questiona a rotina, o trivial, o status quo. Alguém, por exemplo, criou um sistema de mensagens que se autodestruíam em 24 horas. Parecia sem sentido à primeira vista e se tornou uma empresa com valor na bolsa de U$ 30 bilhões, o Snapchat.
 

Outra questão é não ter medo da colaboração. Mais mentes pensantes, mais possibilidades de ideias. Pense numa orquestra ou numa sala de cirurgia. Ambientes onde acontecem sinergia de ações, cada pessoa tem o seu papel e contribui para o todo.
 

Através da imaginação nosso foco pode estar em coisas impossíveis. A criatividade traz a imaginação para o dia a dia, enquanto a inovação aplica as duas, de uma forma que rompe com o convencional. Nas palavras de Drucker: para fazer algo novo é preciso parar de fazer algo velho. Que tal tentar?

 

Gal Kury
galkury@galkury.com
Consultora de marketing e professora universitária 

TAGS