VERSÃO IMPRESSA

O recomeçar de Ceará, Fortaleza e Ferroviário

01:30 | 14/04/2018

Virada a página do Estadual, os times cearenses se voltam agora para a disputa do Campeonato Brasileiro. Comparado ao que viveram em suas histórias recentes, Ceará, Fortaleza e Ferroviário só têm motivos para comemorar e se sentirem privilegiados pela posição que ocupam hoje. Os três maiores clubes do futebol local compartilham também o mesmo sentimento nas caminhadas que iniciam neste mês de abril: o de recomeço.


Para o Tricolor do Pici, o retorno à Série B tem um sabor mais que especial, depois de todo o calvário que a equipe viveu nos oito anos consecutivos em que disputou a Terceirona. Para milhares de torcedores, a ficha ainda não caiu que o time finalmente deixou a Série C, para onde espera nunca mais voltar. Os deuses do futebol reservaram ao Leão um regresso à 2ª Divisão em um ano festivo e emblemático para o Fortaleza, que celebra seu centenário em 2018.


Já o Ceará reviveu ano passado o mesmo gostinho saboreado em 2009: o da euforia do acesso para a elite do Brasileirão. Uma conquista festejada com a serenidade de quem bateu na trave em três oportunidades, quando viu a subida de divisão escapar ‘no detalhe’ da reta final. Após seis anos, o Vovô volta à prateleira dos 20 principais clubes do País, mirando a manutenção e, posteriormente, afirmação na Série A.


Quem também festeja feliz esse 2018 é o Ferroviário, que reaparece em competições após quase uma década de ausência. Este ano, o time da Barra do Ceará está de volta à Série D do Brasileiro, que disputou pela última vez em 2009. Um presente e tanto para quem até o início do ano passado iria disputar a 2ª Divisão Cearense, mas acabou premiado de última hora com uma vaga na elite local - que o time aproveitou muito bem, por sinal. Sensação da Copa do Brasil deste ano, o Ferrão quer fazer história também no Brasileirão, e sonha com o acesso.


E é assim, embalado pelo desafio do recomeço, que o Trio de Ferro do futebol cearense se prepara para encarar seu principal desafio na temporada. Fica a torcida para que o ano termine bem para todos eles, inclusive para o Guarani de Juazeiro, que este ano também representa futebol cearense na Série D nacional.

 

Bruno Balacó

brunobalaco@opovo.com.br

Jornalista do O POVO

GABRIELLE ZARANZA

TAGS