VERSÃO IMPRESSA

O POVO é história de 19/3/2018

01:30 | 19/03/2018

Há 20 anos


1998. INSEGURANÇA


Quadrilha assalta banco, mata PMs e foge em carro da Polícia

Uma quadrilha armada de revólveres e pistolas assaltou, ontem de manhã, a agência do Banco do Brasil de Beberibe (a 81 km de Fortaleza), levando R$ 69.134,13. Na fuga eles atiraram contra os PMs José Evilásio de Oliveira, cabo, morto no local, e Francisco José Oliveira, sargento, que morreu mais tarde no Instituto José Frota.

 

1998. DOAÇÃO


Mãe quer doar órgãos de feto sem cérebro

A costureira C.L.S.A, 22, grávida de oito meses de um feto anencéfalo(sem cérebro) sem chances de sobrevivência quer doar os órgãos da criança, do sexo feminino. O parto deve ocorrer no início de maio próximo. Ela descobriu o problema no sétimo mês de gestação através de ultrassonografias.

Há 30 anos


1988. FRAUDE


Quadrilha aposentou 5 mil no INPS

Uma das maiores fraudes contra a Previdência Social, envolvendo servidores do próprio órgão, foi descoberta. Cerca de cinco mil segurados obtiveram, nos últimos dois anos, sua aposentadoria fraudulentamente. O golpe era comandado por membros da direção da Divisão de Perícia Médica do INPS em Fortaleza.

1988. CHUVA


População espera hoje por chuva quando calor atinge até 40 graus

Nem mesmo as chuvas caídas recentemente em Fortaleza contribuíram para amenizar um pouco a onda de calor que vem afetando há muitos dias a população da cidade. Mas como hoje é dia de São José, as expectativas das pessoas se voltam para a mudança de clima.

Há 40 anos


1978. POLÍTICA


Simplicidade e alegria na visita de Waldemar

A população da pequena cidade cearense de São Gonçalo do Amarante, localizada a 53 quilômetros de Fortaleza, concentrou-se às margens da avenida Coronel Doca Paraíba para receber o Governador Waldemar Alcântara e Silva que, pela primeira vez, voltará à sua cidade natal, na qualidade de Chefe do Executivo estadual.

 

1978. TRÁFICO


Deputado denuncia pressões de traficantes de drogas

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados, Fábio Fonseca (MDB-MG), denunciou nesta capital a existência de pressões de traficantes de drogas sobre o Congresso Nacional, visando a impedir a aprovação do projeto que cria a Fundação Nacional para o Controle e Erradicação do Tráfico de Drogas.

GABRIELLE ZARANZA

TAGS