VERSÃO IMPRESSA

Editorial: O POVO: a arte de se reiventar

01:30 | 18/01/2018

O leitor do O POVO tem em suas mãos, a partir de hoje, um jornal redesenhado de forma inovadora e acompanhada de um conteúdo ainda mais fortemente ligado aos fundamentos do jornalismo. Inovar faz parte da natureza intrínseca deste jornal, como têm testemunhado os leitores ao longo dessas primeiras nove décadas de existência. Seu próprio lançamento subverteu as regras vigentes, como se sabe, visto que seu nome decorreu de uma consulta direta à população. Reinventar-se está em seu DNA para corresponder à sensibilidade estética do leitor e de sua demanda por informação correta, calcada em dados e fontes confiáveis.


Manter esses parâmetros sempre exigiu desafios. E tornou-se um feito quase heroico, nos últimos tempos, com a revolução da informação e suas tecnologias quase supressivas dos hiatos temporais, face a instantaneidade e simultaneidade. Para o jornal ser viável é preciso dar-lhe uma forma que não o torne obsoleto diante dessas novas tecnologias. A vulnerabilidade destas, porém, está em seu mau uso por quem as utiliza para afogar o mundo em fake-news e pós-verdades. E isso só é possível de ser enfrentado com o resgate da credibilidade da informação. Justamente o que o jornalismo profissional tem como fundamento identitário: a capacidade de investigar os fatos, de cascavilhá-los em todas suas facetas, buscando suas origens e conexões, de forma a permitir ao leitor ter deles uma percepção holística, a partir da qual possa formar sua opinião.


Por isso O POVO põe, hoje, nas mãos do leitor, um produto que levou quase dois anos de elaboração e experimentação nas próprias páginas do jornal. Não se trata de um mero redesenho gráfico, mas também, a reafirmação de conceitos fundamentais do jornalismo, resumidos em cinco pilares: furo, análise, síntese, conhecimento e prazer. Unindo forma e conteúdo.


A partir de hoje, a leitura do O POVO se inicia, diariamente, por uma reportagem de fôlego (base fundamental do jornalismo). Notícias factuais relevantes serão repercutidas e analisadas em suas implicações. A aposta é em mais jornalismo investigativo. Haverá também novas seções, renovação de Opinião, destaque de colunas.


Outra grande novidade: aos domingos, o impresso deixará de vir no tamanho standard, atual, e assumirá o formato berliner, mais compacto, tal como é prevalente, hoje, no jornalismo internacional. Com isso, o jornal passa a oferecer uma experiência totalmente nova aos seus leitores e anunciantes. Ainda no domingo, O POVO apresenta um novo caderno, Pause, que oferece um encontro com o entretenimento e pautas de comportamento. Enfim, oxigenação do cérebro, leveza na alma, prazer e alegria no coração.


GABRIELLE ZARANZA

TAGS