VERSÃO IMPRESSA

Jáder Santana: O tribunal da Internet

01:30 | 21/10/2017
Não é a primeira vez que uma personalidade da Internet convoca seu seguidores para um ataque em massa contra algum de seus desafetos. O apresentador Danilo Gentili não foi o único a incitar seus fãs contra alguém que não caiu em suas graças. Há alguns anos, a youtuber Kéfera Buchmann divulgou dados pessoais de um taxista e pediu que seus seguidores o importunassem. Em ambos os casos, o alvo da ira dos fãs acabou seriamente prejudicado. Em ambos os casos, o autor das provocações se eximiu de qualquer responsabilidade.

 

Mete medo a facilidade com que as celebridades virtuais conseguem mobilizar seguidores como estratégia para constranger ou assediar adversários. Mete medo a dinâmica das redes sociais que estabelece versões absolutas para os fatos a partir do número de likes e compartilhamentos que atinge. O tribunal sumário da Internet, pela agilidade de seus veredictos, deixa no chinelo a Justiça comum, perdida entre prazos dilatados e possibilidades de recurso.


Mas essa obediência cega ao capricho das estrelas também diz muito sobre os modelos que norteiam as novas gerações. Nossos ídolos não são mais os mesmos. No campo de debates vazios que as redes sociais se transformaram, ganha quem gritar mais alto. E não estamos interessados em gritos sólidos, em opiniões consistentes. Na dinâmica dos likes, ganha o mais chocante, o mais bizarro, o visual, o palatável.


O grande debate do caso envolvendo Danilo Gentili não girou em torno da atitude do apresentador. Não há qualquer dúvida sobre o que Gentili fez, sua conta no Twitter está aberta para quem quiser conferir o teor de suas postagens. Ironicamente, o que se discute agora é se o repórter da Folha de São Paulo se deixou levar por suas inclinações políticas ao escrever sua resenha para o filme de Gentili. No Facebook, abundam matérias com títulos como “jornalista petista é demitido”, “petista que atacou Gentili é desmascarado”.


A atitude da Folha, justificada em carta aberta divulgada no último dia 13, só vem reforçar a sensação de que ninguém está a salvo do tribunal da Internet.


Jáder Santana

jader.santana@opovo.com.br

Repórter do O POVO

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS