PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Políticas públicas e governança: construindo o Observatório

O Observatório de Fortaleza ampliará sua atuação, pois será em breve instalado na Praça do Ferreira

01:30 | 14/09/2017

O que são observatórios e para que servem? Nas últimas décadas, essa palavra tem aparecido com frequência, cada vez maior, nas mídias nacionais e internacionais, simbolizando a importância da gestão do conhecimento para as pessoas e as organizações. Em um mundo em que as informações proliferam de forma irresponsável, desordenada e espetaculosa, veiculando em muitos casos conteúdos duvidosos, o ato de conhecer acabou se tornando uma empreitada difícil e arriscada.

Vivemos “soterrados” por informações não confiáveis, em meio a referenciais flutuantes que são incapazes de fundamentar escolhas ou de orientar nossos destinos. Quando tudo se politiza, a política perde o sentido; quando tudo se mercantiliza, a categoria econômica se esvazia; quando somos “bombardeados” pelo excesso de informação, acabamos nos sentindo cada vez mais alienados e ignorantes.

Nesse contexto especialmente complexo, os observatórios ganham especial serventia, contribuindo, em tempos babélicos, para que possamos observar mais e melhor as realidades que nos cercam e, assim, responder algumas perguntas: de que forma observamos o mundo ou, ainda, como encontrar o nosso lugar nele? Quem somos nós? Quem são os outros? O que excluímos de nós? Por sermos o que somos, o que poderemos ser?

Assumi recentemente a Diretoria do Observatório de Fortaleza, um hub informacional/think tank, vinculado ao Instituto de Planejamento da Cidade (Iplanfor), voltado a produção, difusão e promoção do acesso ao conhecimento sobre políticas públicas, oferecendo subsídios para a tomada de decisão dos gestores públicos e qualificando a governança municipal. De um lado, produzindo e difundindo estudos e pesquisas, por meio de parceria com universidades, institutos de pesquisa, demais observatórios e organizações voltados ao conhecimento das cidades; de outro, realizando oficinas, workshops, seminários e encontros, o Observatório de Fortaleza ampliará sua atuação, pois será em breve instalado na Praça do Ferreira, o coração da nossa Cidade.

Espero que este novo espaço esteja sempre aberto ao novo, à troca de experiências, ao diálogo com os diversos segmentos sociais e com os governos, influenciando transformações sociais, políticas, econômicas, culturais e científicas em nossa Cidade. Sua maior e mais significativa missão será a de contribuir para a implantação e o monitoramento do Plano Fortaleza 2040. Quem viver, verá!

 

Cláudia Leitão

claudiasousaleitao@yahoo.com.br

Professora e pesquisadora da Uece, consultora em Economia Criativa; diretora do Observatório de Governança Municipal do Instituto e Planejamento de Fortaleza (Iplanfor)