PUBLICIDADE
Jornal

Paulo Tonet Camargo: Credibilidade: produto do jornalismo profissional

A tarefa da radiodifusão é árdua, principalmente pela razão existencial de defensores incondicionais da liberdade de expressão

02/09/2017 01:30:00
Mais uma importante etapa marca a história da radiodifusão brasileira. Em breve, Fortaleza e outras 23 cidades cearenses estarão na era digital, com maior qualidade de imagens e áudio na TV. Além do desligamento do sinal analógico, a migração do rádio AM para o FM fortalecerá o meio, oferecendo um serviço melhor.

O século XXI chegou com inovações tecnológicas inimagináveis e, mais que nunca, o jornalismo profissional, apurado e confiável, tem um papel indispensável às sociedades democráticas e o Brasil pode se orgulhar de ter uma radiodifusão que leva, diariamente, aos milhões de brasileiros, notícia, cultura e lazer gratuitos, serviços que estão entre os mais sólidos do mundo e com reconhecimento dentro e fora do País.


Em tempos de internet, em que tudo está na rede, a informação e a opinião certificadas, editadas e com responsabilidade, são o que distinguem jornalismo de fofoca online. Se erramos, temos compromissos e deveres, e quem quiser reparação sabe onde está a nossa porta e pode bater.


A internet não é uma ameaça, e, sim, uma aliada da radiodifusão, mas o anonimato e a falta de apuração da notícia são incompatíveis com o jornalismo de qualidade. Se não há como evitar a disseminação da falsa notícia, as redes sociais devem encontrar uma maneira de se precaver contra o compartilhamento de conteúdo questionável, informando que o material divulgado não foi confirmado.


A tarefa da radiodifusão é árdua, principalmente pela razão existencial de defensores incondicionais da liberdade de expressão. Totalmente regulada em aspectos de conteúdo, de formação de capital para empreender e para acessar o mercado publicitário, a radiodifusão enfrenta a concorrência de empresas internacionais, que, sob a fachada da modernidade, avançam sobre esse mesmo mercado sem qualquer regra a cumprir ou satisfação a dar. Não conhecem o sentimento de brasilidade que embala um setor que gera 750 mil empregos diretos e indiretos e concorrem de forma desequilibrada.


Enquanto a difusão pelo ar livre é gratuita, o uso da internet sempre terá custos para a população.


Apesar de complexos, os desafios impostos à radiodifusão atestam, cada vez mais, a confiança dos brasileiros nos veículos de comunicação como fonte segura de informação. Afinal, o maior ativo da radiodifusão continua sendo a credibilidade!

 

Paulo Tonet Camargo 

imprensa@abert.org.br
Presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert)

 

Adriano Nogueira

TAGS