PUBLICIDADE
Jornal

Marcos Flávio Rocha: "Cirurgias minimamente invasivas"

Além das técnicas tradicionais, os pacientes contam com tratamentos minimamente invasivos

18/08/2017 01:30:00
A medicina sempre buscou desenvolver técnicas e equipamentos para que a cirurgia gere cada vez menos impactos indesejados no paciente, e o surgimento da anestesia foi um grande salto nessa direção. Entretanto, consequências possíveis do trauma cirúrgico igualmente precisavam ser observadas, como dor no pós-operatório, risco de infecções, surgimento de hérnias, complicações respiratórias e o longo tempo para reabilitação completa do paciente.

 

O progresso de outras ciências, como a engenharia e a física, permitiu que a cirurgia vivesse uma revolução. Lentes com alto poder de ampliação, microcâmeras e novos métodos de transmissão de luz e de energia resultaram em inovações no ato cirúrgico.


Atualmente, além das técnicas tradicionais, realizadas por meio de grandes incisões, os pacientes contam com tratamentos minimamente invasivos. Esses procedimentos podem ser realizados via orifícios naturais (como boca, canal urinário e ânus); por meio de pequenas incisões no abdômen (laparoscopia) ou no tórax (toracoscopia), por meio de punções nos vasos para inserir stents no coração, dentre outros métodos.


Mais recentemente, a utilização da tecnologia robótica aprimorou a cirurgia laparoscópica. O médico controla, a partir de uma cabine, um robô de quatro braços que possui, em suas extremidades, instrumental cirúrgico e microcâmera. O robô, batizado Da Vinci, entra no corpo do paciente via incisões de, no máximo, um centímetro. O equipamento repete com precisão os movimentos do cirurgião e amplia imagens em até 20 vezes. Hoje, temos mais de 4 mil robôs Da Vinci no mundo; 31 estão no Brasil. Um deles está em Fortaleza desde 2015, no hospital Monte Klinikum.


Todas essas transformações serão observadas na VIII Jornada Cearense de Videocirurgia e Cirurgia Robótica. O evento, iniciativa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica - Capítulo Ceará (Sobracil-CE), ocorre em Fortaleza, hoje e amanhã, 18 e 19 de agosto.

 

 

Marcos Flávio Rocha

[email protected]

Urologista, secretário da Sociedade Brasileira de Videocirurgia
 - Capítulo Ceará  (Sobracil-CE)

 

Adriano Nogueira

TAGS