PUBLICIDADE
Jornal

Regina Ribeiro: "A indiferença é a pior política"

07/07/2017 01:30:00

Nesta semana, li um artigo do filósofo Pablo Ortellado sugerindo os motivos pelos quais o presidente Michel Temer parece firme como uma rocha, mesmo diante das inúmeras denúncias, vídeos e áudios comprometedores e uma aprovação de 7% do seu governo.

Segundo Ortellado, Temer agarra-se a uma “infame” aliança entre políticos e empresários. Os primeiros aprovam as reformas trabalhistas e da Previdência, os segundos lhes dão “salvo-conduto” do mercado para enterrarem a Lava Jato, que atinge todos eles.


Apesar da fundamentação quase óbvia, mas bem aprumada, há outro componente com o qual o governo, políticos e empresários contam: o cansaço do povo. Desde 2013, o Brasil está nas ruas. Nesse período, saiu de casa um perfil de brasileiros não acostumados ao asfalto. Havia uma movimentação intensa em torno da crença de que o mal da Nação havia sido criado pelo PT e, extirpando esse mal, o Brasil, enfim, respiraria aliviado e viveríamos felizes sob o signo da Ordem e do Progresso.


Agora, sabemos que a corrupção entranhada nos partidos políticos, num processo constante de retroalimentação com setores econômicos vigorosos, contaminou tudo. E tudo aqui é tudo mesmo. Não importam o partido, a convicção, os princípios, a história, o personagem. Todos vão buscar dinheiro na mesma fonte. Diante disso, por que ou por quem ir para as ruas? O cansaço e a decepção podem levar à indiferença ou apatia com a coisa pública. Mas este é um estágio perigoso.


Assisti dia desses ao filme A ascensão do mal, que narra os anos anteriores ao início da Segunda Guerra Mundial. Em 1927, não havia uma alma na Alemanha capaz de acreditar no que dizia um homem chamado Adolf Hitler. Poucos anos mais tarde, o livro de sua autoria, Minha Luta, vendeu menos de cinco mil exemplares, ao ser lançado. O historiador Eric Hobsbawm afirmou, no seu Um breve século XX, que a pobreza e a agitação política que enfraquecia os principais representantes alemães forjaram o nazismo com amplo apoio do povo.

Eles também estavam muito cansados. A indiferença é sempre a pior escolha.


Regina Ribeiro

reginah_ribeiro@yahoo.com.br

Jornalista do O POVO

Adriano Nogueira

TAGS