PUBLICIDADE
Jornal

Clayton Medeiros: "Ceará Solar"

10/06/2017 01:30:00
Com a natureza não se brinca e, sim, se preserva. Nesta Semana do Meio Ambiente, essa afirmativa ganha ainda mais força. Afinal, ela está presente em tudo: nos nossos lares, nos negócios, ao nosso redor.

Aqui, no nosso Ceará, podemos nos orgulhar de estar em um estado abundante de riquezas naturais. O nosso tão conhecido “sol cearense” nos faz um polo turístico, faz com que despontemos como destaque em produção de energia fotovoltaica. Mais precisamente esta eficiência da energia solar nos ajuda a preservar fauna e flora e outros bens naturais. Essa energética é 100% sustentável, não contribui para o efeito estufa, reduzindo, por exemplo, a nossa dependência dos combustíveis fósseis. Daí, posso fazer uma questionamento: estamos preservando essas nossas riquezas naturais?


É preciso entender que nosso Estado responde sozinho por 67,24% do total da potência solar outorgada no Brasil. Além disso, o Ceará é o 2º mais importante na produção de energia eólica do País, é o que aponta o estudo Logística de Energia 2015 - Redes e Fluxos do Território, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ainda de acordo com o estudo, o Ceará detém o maior projeto de geração distribuída industrial de energia solar do País. Por tudo isso, posso dizer que temos um “Ceará Solar”.


Preservar o meio ambiente hoje também é visto como ponto positivo para o mundo dos negócios; afinal, empresas que apostam nisso conseguem agregar valor aos seus produtos e serviços. No nosso Estado já temos até órgãos públicos funcionando com energia solar, além de escolas, residências, supermercados, entre outros.


Por causa desse bem tão precioso (a energia solar), pessoas sustentam suas famílias, pois o segmento emprega milhares.


Vê-se, portanto, que um consumo mais responsável e uma regulação séria das atividades que geram impactos ambientais devem ser monitorados diariamente, e não só nesta semana alusiva ao meio ambiente. Esse é um desafio meu, seu e das gerações vindouras. Não é fácil, mas é preciso olharmos para a natureza como vital para nossa sobrevivência e um bem que é de todos.

 

Clayton Medeiros

clayton@claygroup.com.br

Diretor da Fênix Solar

 

Adriano Nogueira

TAGS