PUBLICIDADE
Jornal

Editorial: "As aparições de Maria"

A homenagem à santa deverá levar mais de um milhão de pessoas à cidade de Fátima, em Portugal

13/05/2017 01:30:00
A importância de Nossa Senhora de Fátima para os católicos pode ser medida pela mobilização em torno da comemoração do centenário de sua aparição para as três crianças pastoras portuguesas, Lúcia dos Santos e os irmãos Francisco e Jacinta Marto. A homenagem à santa deverá levar mais de um milhão de pessoas, neste sábado, à cidade de Fátima, em Portugal.

 

O papa Francisco comparecerá à celebração em Portugal, quando canonizará a Francisco e Jacinta. Aos dois é atribuído o milagre de terem curado um menino de nove anos de idade, morador do interior do Paraná, que sofreu traumatismo craniano, com perda de massa encefálica, depois de uma queda. Segundo os pais, devotos de Nossa Senhora de Fátima, aconteceu um milagre, pois a cura teria sido resultado da intercessão dos dois pastorinhos, já que a recuperação do menino não pôde ser explicada pelos médicos.


Em Fortaleza, com um santuário dedicado à Nossa Senhora de Fátima, a devoção movimenta a Cidade todo dia 13 de cada mês, culminando com a grande celebração do mês de maio, que neste ano adquire caráter ainda mais especial.


O evento de Fátima faz parte da fenomenologia religiosa das “aparições de Nossa Senhora” (Salete, Lourdes, Fátima, Medjurgorje), que reforçou um padrão de catolicismo mais centralizado na figura de Maria. Para isso concorreram a proclamação do dogma da Imaculada Conceição pelo papa Pio IX (1854) e do dogma da Assunção de Maria aos céus de corpo e alma, por Pio XII (1950). Essas iniciativas papais são criticadas, tanto por segmentos católicos como pelos cristão ortodoxos e protestantes. No entanto, as “aparições” em si não constituem um dogma: os católicos não estão obrigados a acreditar nelas para obter a salvação.


De qualquer forma, sendo ou não um dogma, as aparições de Maria fazem parte da tradição católica, uma forma popular de manifestação religiosa, que mobiliza, motiva, emociona e conforta fiéis mundo afora. Isso pode ser visto tanto no exemplo particular do menino brasileiro quanto no fenômeno multitudinário de milhões de pessoas, em todo o mundo, em torno desses eventos de crença e de fé.

Adriano Nogueira

TAGS