PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Basta de violência!

22/04/2019 22:07:46
FORTALEZA, CE, BRASIL, 03-10-2015: Plauto de Lima, major da Polícia Militar. Especial Dia das Crianças - Plauto de Lima, major da Polícia Militar. (Foto: Rodrigo Carvalho/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 03-10-2015: Plauto de Lima, major da Polícia Militar. Especial Dia das Crianças - Plauto de Lima, major da Polícia Militar. (Foto: Rodrigo Carvalho/O POVO) (Foto: O POVO)

Nos últimos anos, o futebol cearense tem vivido anos de glória. Os nossos clubes tem ressurgido das sombras e assumido destacado protagonismo no cenário nacional. Os jogos tem atraído milhares de torcedores. Somos hoje os campeões nacionais em quantidade de público. São homens, mulheres, famílias inteiras e das mais variadas idades fazendo as pazes com as arquibancadas. Outro aspecto positivo, no nosso futebol, é a diminuição da violência dentro dos estádios. Os torcedores perceberam que podem fazer a festa com cânticos de exaltação aos seus ídolos ou até mesmo produzindo verdadeiras obras de arte, como é o caso dos mosaicos, a mais nova atração nos jogos de futebol no nosso Estado e que está chamando atenção de todo Brasil.

No entanto, os nossos políticos (alguns dos quais derrotados nas urnas no último pleito) querem colocar para dentro dos templos futebolísticos algo que vem causando muita violência fora deles, que são as bebidas alcoólicas. Sob o argumento que a liberação da sua venda atrairá mais torcedores, os lucros dos clubes serão incrementados e o álcool trará mais alegria ao espetáculo. Esses nobres legisladores parecem ébrios, pois não percebem que o nosso futebol já tem tudo isso, e algo mais, que é retorno da paz nesse esporte carregado de adrenalina e paixão.

Nesses últimos dias legislativos, o tema da liberação das bebidas nos estádios retornou à pauta. É a velha política romana do pão e do circo reeditada, mesmo que erroneamente, talvez para encobrir outras pautas mais importantes que os nossos nobres parlamentares deveriam se dedicar e preferem esquecer. Sugiro aos senhores que se debrucem na busca de soluções para a falta de água no sertão, um líquido imprescindível para a sobrevivência dos milhares de sertanejos, diferentemente das bebidas alcoólicas. Debatam os elevadíssimos índices de violência nas ruas das cidades e não mexam com a nossa paz dentro dos estádios! Proponham leis para cuidar das crianças famintas moradoras de rua, mas não afastem aquelas que encontram nos campos de futebol motivo para sonharem em um dia se tornar um atleta!

Basta do discurso fácil para indivíduos individualistas e suas compulsões! Nossos políticos devem ocupar a tribuna para pautar projetos que tragam vida, e não, morte. Basta de violência! n

Plauto de Lima

TAGS