PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Professor 4.0

20/05/2019 20:17:06

Estamos assistindo à Quarta Revolução Industrial, impondo mudanças relevantes nas empresas e organizações existentes, inclusive, nas educacionais, que convivem com uma rede de computadores em volume incomensurável de informações de fácil e imediata acessibilidade. Diante desta realidade, pergunta-se: qual o papel do professor?

Os avanços da inteligência artificial ajudam as atividades docentes de natureza burocrático-administrativas (chamadas de lançamento de notas e semelhantes), liberando o docente para concentrar-se no aprendizado do aluno, a atividade-fim de sua atuação. A função docente, que era a fonte de informação para o aluno, passa a ser de orientador das fontes de informação condizentes com o aprendizado desejado, não esquecendo a função de formador da personalidade, do caráter do discente, com vistas a seu amplo desenvolvimento pessoal, profissional e cultural. Ressalte-se que a função docente não se reduz ao desenvolvimento das habilidades cognitivas; abrange habilidades não cognitivas (criatividade, empatia, resiliência, adaptabilidade etc.)

Além das funções de orientador (de fontes de conhecimento), de formador (da personalidade e caráter) lhe é intrínseca a função de condutor (pedagogo), que leva o discente a orientar-se nos caminhos da vida pessoal, profissional e cultural, mesmo com a introdução de novas tecnologias e novas metodologias (ativas, aulas invertidas, etc.). Foi e sempre será um "pedagogo", um vetor (força e direção) para o desenvolvimento intelectual, ético e social do discente. Função imprescindível, pois se as pessoas não se desenvolverem nada se desenvolverá.

No dia dedicado ao professor, é mister reconhecer que os docentes do Estado do Ceará são atores fundamentais na construção dos bons resultados alcançados pelos estudantes cearenses, que se destacam nacionalmente. Que o espírito inovador e empreendedor de professores da lavra de Ari de Sá, Filgueiras Lima, Ari Sidou, Edilson Brasil Soárez, Genuíno Sales e Roberto Carvalho sejam inspiração permanente para o corpo de mestres alencarinos, na Quarta Revolução Industrial. n

Antônio Colaço Martins

TAGS