PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Israel prende governador palestino de Jerusalém por suspeita de 'terrorismo'

Chefe da Autoridade Palestina, Adnane Gheith é frequentemente detido e solto dias depois

13:19 | 20/07/2020

O governador palestino de Jerusalém, Adnane Gheith, foi detido pela polícia israelense e é, pela primeira vez, alvo de uma investigação de "terrorismo" - anunciou seu advogado nesta segunda-feira, 20.

Chefe da Autoridade Palestina, Gheith é frequentemente detido e solto dias depois.

Sediada na Cisjordânia, território ocupado pelo Estado Hebraico, a Autoridade Palestina não tem qualquer poder para atuar em Jerusalém, segundo a lei israelense.

Gheith foi detido no domingo em sua residência em Jerusalém Oriental, relatou seu advogado Mohamed Mamdouh à AFP.

Ele foi detido "por violação da lei de soberania (israelense) e por planejar um ato terrorista", afirmou.

É a primeira vez que ele é detido por suspeita de "terrorismo" e atividades ilegais, disse seu advogado, sem dar mais detalhes.

Procurado pela AFP, o serviço de segurança interna (Shin Beth) não comentou essas informações.

Já a polícia israelense confirmou a prisão e disse que o governador estava sendo "interrogado pelas forças de segurança", segundo o porta-voz Micky Rosenfeld.

Israel ocupa Jerusalém Oriental, um setor palestino da cidade, desde 1967. A anexação do território, por parte do Estado Hebraico, nunca foi reconhecida pela comunidade internacional.