VERSÃO IMPRESSA

Obama faz discurso em homenagem a Mandela

01:30 | 18/07/2018

 

O ex-presidente americano Barack Obama lançou ataques velados a seu sucessor, Donald Trump, ontem, criticando os climatocéticos, as políticas migratórias baseadas "na raça" e os políticos que "não param de mentir".

 

Em um discurso político em Joanesburgo, por ocasião do centésimo aniversário do nascimento de Nelson Mandela, o primeiro presidente negro sul-africano, Barack Obama tomou o cuidado de não nomear o atual inquilino da Casa Branca, mas suas inúmeros alusões a Donald Trump agitaram o estádio Wanderers.

 

"Dada a época incerta e estranha em que vivemos, as notícias nos trazem a cada dia manchetes perturbadoras que fazem nossa cabeça girar", disse o ex-presidente dos EUA no início de seu discurso diante de mais de 10 mil pessoas.

 

Antes de ontem, o presidente Trump causou consternação ao virar as costas aos tradicionais aliados dos Estados Unidos e ceder a Vladimir Putin.

 

Em Joanesburgo, Obama também denunciou "a política do medo e do rancor". Ele atacou os políticos que "só mentem". "Os políticos parecem rejeitar o conceito de verdade objetiva, as pessoas inventam", disse ele, provocando
gargalhadas.

 

"Devemos acreditar nos fatos", insistiu, enquanto o seu sucessor denuncia diariamente as "fake news". "Negar fatos pode minar a democracia".
"Não consigo encontrar um terreno comum com alguém que diz que a mudança climática não existe, quando todos os cientistas dizem o contrário", continuou Barack Obama.

 

Uma das primeiras atitudes de Donald Trump na Casa Branca foi retirar os Estados Unidos do acordo climático de Paris, dizendo ser "injusto" para a indústria em seu país.

AFP

 

 

LANÇAMENTO

 

Cartas da prisão de Nelson Mandela,
de Zamaswazi Dlamini-Mandela e Sahm Venter (Editora Todavia,
R$ 84,90

 

 

TAGS