VERSÃO IMPRESSA

Líder da Catalunha exige libertação de presos e protesto lota praça

01:30 | 03/11/2017

O presidente catalão destituído, Carles Puigdemont, exigiu em uma mensagem transmitida pela televisão a libertação dos oito membros de seu governo, colocados em prisão provisória ontem na Espanha, suspeitos de sedição e rebelião por seu papel na aposta separatista catalã.


“Como presidente legítimo da Catalunha, exijo a libertação dos conselheiros e do vice-presidente” Oriol Junqueras e “o fim da repressão política”, ressaltou Puigdemont em vídeo transmitido pela TV pública catalã TV3, segundo a qual o presidente destituído falava da Bélgica.


Um protesto dos apoiadores da independência da Catalunha, convocado ontem, após a decisão da justiça espanhola, levou milhares de pessoas à praça da sede do Governo e do Parlamento da Catalunha. Pelas redes sociais, o cluibe Barcelona lamentou as prisões e expressou “solidariedade com todos os afetados e as suas famílias”.

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS