PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Donald Trump sofre derrota tripla para os democratas nos EUA

Derrota do Partido Republicano na Virgínia, Nova Jersey e na cidade de New York seriam indicadores da fragilidade política atual da Casa Branca

01:30 | 09/11/2017
Ralph Northam (centro), na Virgínia, protagonizou a mais séria derrota de Donald Trump WIN MCNAMEE/AFP
Ralph Northam (centro), na Virgínia, protagonizou a mais séria derrota de Donald Trump WIN MCNAMEE/AFP

O presidente americano, Donald Trump, sofreu uma derrota tripla com as vitórias democratas nas eleições de alto perfil em dois estados e uma grande cidade, que ressaltam sua impopularidade no primeiro aniversário de sua dramática eleição. Os resultados, revelados na noite de terça-feira, equivalem ao repúdio geral do que os críticos denominam de política divisora de Trump, ao mesmo tempo em que constituem uma prova da influência presidencial frente às batalhas eleitorais por vir.

“Recuperamos o país das mãos de Donald Trump, eleição a eleição”, declarou ontem à imprensa o novo presidente do Partido Democrata, Tom Perez. “Os eleitores recompensaram os democratas por sua compaixão e sancionaram os republicanos por terem dividido o país”. “Isto é o que acontece quando o povo vota”, tuitou Barack Obama, que saiu brevemente de seu retiro político para apoiar os candidatos em campanha.

A derrota mais contundente foi na Virgínia, estado vizinho à cidade de Washington, considerada um barômetro da política nacional neste país que celebrará legislativas em 2018 e se prepara para a campanha presidencial de 2020.

Na disputa pelo governo de Virgínia, o vice-governador democrata Ralph Northam varreu seu rival republicano Ed Gillespie por uma margem inesperada e ampla de nove puntos.

Em Nova Jersey, o democrata Phil Murphy também obteve a vitória, ao ficar 13 pontos percentuais acima de seu adversário, pondo fim ao mandato de oito anos do governador republicano Chris Christie, ex-aliado de Trump.

E em Nova York, o prefeito progressista Bill de Blasio liderou a onda de repúdio a Trump e obteve a reeleição na cidade mais populosa dos Estados Unidos.o texto

”Banho de sangue”

Analistas asseguram que os resultados sugerem que uma onda democrata pode estar no horizonte. A vitória democrata na Virgínia foi “um banho de sangue” para os republicanos, disse à AFP Michael McDonald, da Universidade de Flórida. “É uma reação contra Trump e o trumpismo”, disse o cientista político Larry Sabato, da universidade da Virgínia.

 

Os ocupantes dos 435 assentos da Câmara baixa americana são eleitos a cada dois anos. Os republicanos têm uma confortável maioria, mas se perderem esta vantagem, a agenda legislativa de Trump, inclusive seu esforço para reverter a lei de saúde em vigor, ficaria em risco.