VERSÃO IMPRESSA

Donald Trump defende pena de morte para autor de ataque em Nova York

01:30 | 03/11/2017
[FOTO1]

O presidente americano Donald Trump pediu ontem a pena de morte para o uzbeque que atropelou pedestres e ciclistas com uma caminhonete em Manhattan, um ataque executado em nome do grupo Estado Islâmico (EI) e planejado por um ano.


O atentado deixou oito mortos: cinco argentinos que celebravam com amigos a formatura no ensino médio há 30 anos, uma belga 31 anos, mãe de duas crianças, e dois americanos - um jovem recém-formado como engenheiro de sistemas e um funcionário da agência Moody’s
de 32 anos.


Outras 12 pessoas ficaram feridas e algumas estão internadas em estado grave, após o mais grave atentado cometido em Nova York desde que a Al-Qaeda derrubou as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001.


O autor do ataque, Sayfullo Saipov, de 29 anos, foi apresentado a uma juíza na quarta-feira à noite, em uma cadeira de rodas, depois de receber alta do hospital no qual foi operado depois de ser baleado no estômago por um policial durante a detenção.


Familiares dos cinco argentinos que morreram em um atentado em Nova York viajaram ontem aos Estados Unidos para os trâmites de repatriação dos corpos. As famílias partiram na quarta-feira de Rosário, cidade localizada 300 km ao norte de Buenos Aires.

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS