VERSÃO IMPRESSA

Trump nega conluio e pede investigação de Hillary

01:30 | 31/10/2017

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou ontem no Twitter que seu comitê de campanha tenha participado de um complô com a Rússia durante a eleição de 2016, defendendo que as investigações se concentrem em sua rival, a democrata Hillary Clinton. Também no Twitter, o presidente alegou que os fatos pelos quais seu ex-diretor de campanha, o advogado Paul Manafort, é acusado ocorreram “há anos”. “Não há CONLUIO!”, escreveu o presidente.


Sobre as acusações contra seu ex-chefe de campanha, Trump apontou: “Eu sinto muito, mas isso aconteceu há anos, antes que Paul Manafort fizesse parte da campanha de Trump. Mas por que o foco não está sobre Hillary Clinton e os Democratas?”.


A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, disse que as acusações contra Manafort “não têm nada a ver com o presidente, e não têm nada a ver com sua campanha nem com atividades de campanha”. Papadopoulos, disse a porta-voz, era apenas “um voluntário” que chegou a participar de um comitê de Segurança que “se reuniu somente uma vez”.

AFP

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS