VERSÃO IMPRESSA

Netflix anuncia fim de House os Cards em meio a escândalo sexual

House of Cards terá sua 6ª e última temporada. Anúncio foi feito após o protagonista da série, Kevin Spacey, ter sido acusado de assédio sexual pelo ator Anthony Rapp. Ato teria se dado em festa quando ele tinha 14 anos

01:30 | 31/10/2017
[FOTO1]

A próxima temporada da premiada série da Netflix House of Cards será a última, disse um porta-voz ontem, após o protagonista Kevin Spacey ter sido acusado de má conduta sexual. Spacey, de 58 anos e duas vezes ganhador do Oscar, que interpreta o cruel presidente Francis Underwood na série, foi acusado de ter “avançado sexualmente” no ator Anthony Rapp em uma festa há 31 anos, quando este último tinha 14 anos. “A temporada seis será a nossa última”, disse uma porta-voz.


No entanto, uma fonte familiarizada com o assunto disse à AFP que a decisão de cancelar a série não está relacionada com as acusações, tendo sido feita antes destas serem divulgadas. Além de estrelar ao lado de Robin Wright, Spacey também é produtor executivo da série, uma das principais da plataforma de streaming, que ganhou 46 indicações ao Emmy e aos Globos de Ouro.


A sexta temporada de House of Cards está sendo gravada em Maryland, e deve estrear no ano que vem.


Anthony Rapp, hoje com 46, contou ao Buzzfeed News que, em 1986, Kevin Spacey o convidou para uma festa em seu apartamento em Nova York. Na época, os dois atuavam em peças na Broadway.Segundo Rapp, ele estava no quarto de Kevin Spacey, então com 26 anos, vendo televisão, quando o ator apareceu na porta, aparentemente bêbado, o empurrou para sua cama e se esticou em cima dele.


A Netflix e a companhia produtora de House of Cards, Media Rights Capital, emitiram uma declaração conjunta dizendo que estavam “profundamente preocupadas” com as acusações contra Spacey, que neste momento não está agendado para comparecer ao set de gravação.


Desculpas

O ator americano Kevin Spacey revelou sua homossexualidade, pedindo desculpas ao ator Anthony Rapp, que o acusou de tê-lo assediado sexualmente Spacey fez anúncio na madrugada desta segunda, 30, em sua conta no Twitter, dizendo que estava “mais do que horrorizado” com o relato de Rapp e que não se lembrava dos fatos. Mas, “se me comportei como (Anthony Rapp) descreve, eu lhe devo minhas mais sinceras desculpas pelo que teria sido uma atitude em estado de embriaguez das mais inapropriadas”.

 

As acusações de Anthony Rapp “me encorajaram a abordar outras questões sobre a minha vida”, afirmou o ator, acrescentando: “eu sei que há histórias por aí sobre mim”. “Como todos os que me são mais próximos sabem, eu tive, na minha vida, relações com homens e mulheres. Eu gostei e tive encontros sentimentais com homens ao longo de toda minha vida e decidi hoje viver como gay”, acrescentou Kevin Spacey. “Quero lidar com isso honesta e abertamente, e isso começa pela análise do meu próprio comportamento”, completou.

 

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS