PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Cingapura terá primeira mulher na presidência

01:30 | 14/09/2017
Halimah Yacob, presidente eleita da Cingapura AGÊNCIA BRASIL
Halimah Yacob, presidente eleita da Cingapura AGÊNCIA BRASIL

A cidade-Estado de Cingapura, de maioria étnica chinesa, dará posse à primeira mulher na presidência. Halimah Yacob, de 63 anos, é a primeira representante do sexo feminino a ocupar o posto em grande medida cerimonial no país de 5,6 milhões de habitantes.

Yacob é também o primeiro membro da minoria malaia a ocupar o cargo, após a adoção de novos critérios que buscam garantir maior representação racial. Com as mudanças, a ex-presidente do Parlamento e integrante há tempos da coalizão governista apareceu como candidata única.

Normalmente, o posto de presidente é decidido por eleição direta, mas nesse caso o processo foi cancelado, já que só havia uma concorrente. O mais poderoso político do país é o primeiro-ministro Lee Hsien Loong, que lidera o governista Partido Ação Popular. O premiê já anunciou que a posse da presidente será hoje, para um mandato de seis anos

Pelas novas regras, caso nenhum dos principais grupos étnicos de Cingapura - os chineses, indianos e malaios - for for eleito à presidência durante cinco mandatos consecutivos, na eleição seguinte o posto estará reservado para candidatos daquele grupo.

As regras também preveem que os candidatos tenham atuado em cargos importantes do governo ou no comando de uma companhia com rentabilidade de pelo menos 500 milhões de dólares de Cingapura (US$ 371 milhões) em ações durante três anos.