PUBLICIDADE
Jornal

Estilo de Trump pode incentivar atos de violência, diz SIP

No último domingo, o presidente dos EUA, Donald Trump publicou no Twitter uma montagem de vídeo em que ele aparece batendo e derrubando uma pessoa com o logotipo da rede CNN no lugar do rosto

04/07/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou ontem os ataques do governo Donald Trump contra a imprensa. Em nota, a entidade afirmou que o estilo do presidente dos EUA pode “incentivar atos de violência contra jornalistas e meios de comunicação”.


O presidente da Comissão de Liberdade da Imprensa e Informação da SIP, Roberto Rock, disse que embora seja comum uma tensão entre a Casa Branca e a imprensa, “a retórica do governo Trump não tem precedentes e ameaça minar a capacidade dos meios de comunicação de informar o público sobre as atividades do novo governo e de seus planos para o país”.


No domingo (2) Trump publicou no Twitter uma montagem de vídeo em que ele aparece batendo e derrubando uma pessoa com o logotipo da rede CNN no lugar do rosto.


O vídeo termina com uma imagem semelhante ao logotipo da emissora, mas com a sigla FNN –representando “Fraud News Network” (“Rede de Notícias Fraudulentas”)–, o último apelido de Trump para um dos seus alvos de mídia mais frequentes.


“Não se pode achar engraçado que o presidente possa incitar a violência contra jornalistas e meios de comunicação pois, além de afetar a sua relação com a imprensa, afasta grande parte de uma sociedade que entende que a Primeira Emenda [da Constituição, que garante direito à liberdade de imprensa] rechaça o uso de provocações para combater as críticas”, disse Rock.


Em várias ocasiões Trump classificou de “desonestos” e “falsos” veículos de comunicação como CNN, NBC, ABC, além dos jornais “The New York Times” e “Washington Post”.

 

Adriano Nogueira

TAGS