PUBLICIDADE
Jornal

Mais de 1,5 mil presos na Rússia em protestos

13/06/2017 01:30:00

Pelo menos 1,5 mil pessoas foram detidas ontem na Rússia, a maior parte em Moscou e São Petersburgo, em protestos contra a corrupção no governo convocados pelo líder opositor Alexei Navalni.


Não há número oficial de detenções, mas o portal de notícias OVD Info disse que apenas em Moscou foram presas 750 pessoas, e em São Petersburgo, 900. A informação é da Agência EFE.


Navalni, que pretende concorrer às eleições presidenciais em 2018, convocou manifestações em mais de 200 cidades de todo o país contra a corrupção nas altas esferas do poder, o que a ONG que dirige denuncia sistematicamente.


Em Moscou, ele havia conseguido a autorização da Câmara Municipal para realizar um protesto, com concentração na avenida Sakharov, no nordeste da cidade, mas ontem à noite, menos de 24 horas antes da realização, mudou o lugar e pediu a seus apoiadores que fossem à rua Tverskaya, no coração

de Moscou.


As autoridades consideraram a mudança como uma provocação, e o Ministério Público alertou que as pessoas poderiam comparecer ao local para "passear" juntos com as milhares de pessoas que comemoravam hoje o Dia da Rússia, mas "sem levantar cartazes nem gritar palavras de ordem".

Adriano Nogueira

TAGS