VERSÃO IMPRESSA

Malásia promete entregar corpo

01:30 | 17/02/2017

A Malásia prometeu ontem entregar o corpo do meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong-un, após a prisão de uma segunda suspeita, três dias após este assassinato, digno de um livro de espionagem. Kim Jong-nam, de 45 anos, morreu na segunda-feira depois de ter sido atacado por duas mulheres que teriam lançado um líquido em seu rosto no aeroporto internacional de Kuala Lumpur.


A Coreia do Norte não emitiu declaração sobre o homicídio, que Seul atribui a agentes de Pyongyang, mas diplomatas norte-coreanos se opuseram à necropsia, realizada por investigadores malaios, indicou a polícia deste país do sudeste asiático.


Uma mulher com passaporte da Indonésia foi detida na madrugada desta quinta-feira depois que seu namorado, Muhammad Farid Bin Jalaluddin, um malaio de 26 anos, foi preso, informou a polícia.


Ambos estão sendo interrogados junto com a primeira suspeita, uma mulher de 28 anos com passaporte vietnamita presa na quarta-feira.

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS