PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Relação na rede

| Atendimento online | Empresas que buscam acompanhar demandas dos usuários nas redes sociais para garantir bom relacionamento apostam no SAC 2.0

24/05/2019 01:33:03

Desabafo no Twitter com reclamação contra o Bradesco fez com que o padre Fábio de Melo recebesse indicações de outros bancos e resposta para seu contratempo. A situação mostra uma nova área de interação entre clientes e empresas: as redes sociais.

"Estou há um mês com um cartão de crédito do Bradesco bloqueado. Julgaram suspeito o estabelecimento da compra, uma loja de shopping", descreveu Fábio de Melo no post.

Uma de suas seguidoras, que disse ser cliente do Nubank, indicou os serviços da fintech, que de maneira bem-humorada respondeu a postagem com proposta enviada ao Direct Menssenger (DM) e levantou a hashtag #VemProNubankPadre.

Diretor da Index Digital e da Associação Cearense dos Agentes Digitais (Acadi), Paulo Teixeira diz que o caso é exemplo de Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) 2.0, uma tendência. "Se a marca não estiver monitorando, preparada para fazer o SAC 2.0, vai estar suscetível a perder o timing".

Depois do desabafo, seguidores passaram a indicar seus bancos e respostas por meio de interações continuaram. Bancos do Brasil, Inter, Itaú, Sicoob, Méliuz e Santander fizeram suas propagandas ao padre.

O poder de convencimento de determinadas pessoas nas redes, vide a repercussão no Twitter, faz com que mais as pessoas fiquem criteriosas às marcas com má reputação na web. "Os influenciadores recomendam o que é bom em serviços e produtos. É uma evolução do relato boca a boca. Chamamos de marketing 4.0.", acrescenta Paulo.

Depois do relato e de receber algumas propostas, o padre recebeu a resposta do seu banco. O POVO procurou o Bradesco, que preferiu não se posicionar sobre o caso.

 

Significados

SAC 2.0

Evolução Serviço de Atendimento ao Consumidor tradicional, que passa a ter voz ativa e interação.

MARKETING 2.0

Inserção de novas tecnologias e a utilização da internet para compreensão de mudanças no comportamento da sociedade.

SAMUEL PIMENTEL

TAGS