PUBLICIDADE
Jornal

Fazer a diferença

| ESTRATÉGIAS | Apostar na experiência do consumidor é uma tendência que surge para fidelizar. Criar ações diferenciadas é uma forma de por em prática novas sensações ao cliente. Pode-se, por exemplo, montar um mini bar dentro de uma loja

MÁRIO e Bruno buscam agregar valor ao negócio com a experiência além da compra
MÁRIO e Bruno buscam agregar valor ao negócio com a experiência além da compra

Apostar na experiência do consumidor coloca a empresa um passo à frente dos concorrentes. A primeira ação é estudar o perfil do usuário para depois traçar a jornada assertiva.

"A ideia é criar ações voltadas para a experiência com o objetivo de fazer com que o consumidor vire um advogado da marca", diz Edmundo Benigno, professor e coordenador executivo de Planejamento de Marketing do O POVO, explica que é necessária cautela na hora de definir o plano de atração. A marca de roupa de moda praia Rima Rica é um exemplo deste modelo de negócio.

Além do espaço físico aconchegante, na rua Carlos Vasconcelos, 692, esquina com Tenente Benévolo, no Meireles, a loja abriga um bar, lounge, espaço de coworking e, aos sábados, um samba na calçada.

Criada em dezembro pelo trio de publicitários Bruno Fontenele, 34, Mário Nogueira, 35, e Henrique Nunes, a empresa tem foco na construção de marca e investe em ações para se comunicar com o comprador, que gasta em média R$ 200.

Para negócios que estão entrando no mercado, investir em experiência é forma de se apresentar ao consumidor. Já os empreendimentos consolidados têm chance de reforçar a linguagem publicitária.

"Vimos que deveríamos agregar mais experiências, serviços, para atrair e montamos essa gama dentro do mesmo ambiente", explica Bruno, um dos empreendedores.

Diferentemente dos shoppings, as lojas de rua enfrentam o desafio de driblar a insegurança da Cidade e precisam buscar formas de se diferenciar para se tornarem atrativas.

Luan Góes, 28, conhece de perto os obstáculos. Proprietário da Parko, ele começou a vender as peças em feiras de moda autoral. O negócio foi ampliado e, em dezembro de 2015, a ideia ganhou espaço físico na avenida Monsenhor Tabosa, 1165. "A Parko nasceu com alguns pilares: modelagem masculina diferenciada, estampa contando histórias, inspiração do mar e atendimento qualificado", explica. O ambiente também tem bar, café e recebe atrações musicais que se apresentam na varanda da casa.

Edmundo reforça que o empreendedor consegue ganhar das duas formas: tanto pelos serviços e porque, naquele momento, o produto acaba sendo uma forma de experiência. Segundo ele, é possível realiza ações sem grandes investimentos. Uma ideia é pensar em parcerias, como fizeram a Rima Rica e a Parko com a cerveja Heineken. Ajuda na redução de custos e no mix de serviços.

BRUNA DAMASCENO

TAGS