VERSÃO IMPRESSA

Vida incendiada

01:30 | 31/07/2018

Vivemos em um mundo onde os "padrões de beleza" estruturam nosso modo de viver. Uma das consequências disso é a corpolatria, ou seja, a preocupação extrema com o corpo. Essa preocupação, muitas vezes, não está relacionada com a saúde, mas sim voltada para o sentido narcísico da aparência causando diversos problemas para a saúde física e mental das pessoas, pois quando elas não conseguem alcançar o "corpo ideal", acabam, muitas vezes, desenvolvendo depressão.A mídia é uma potente colaboradora para esse transtorno emocional, apresentando corpos "perfeitos" como modelos a serem seguidos.

 

É importante que a mídia utilize esse poder de influência em nossa sociedade, para promover campanhas que conscientizem o cidadão de que o ideal é viver bem com o próprio corpo.

 

Lorena Nantua 

Correspondente O POVO do Colégio da Polícia Militar de Fortaleza 

 

TAGS