VERSÃO IMPRESSA

Na fila pela educação

01:30 | 23/01/2018

[FOTO1]
Ariane Carvalho
mariaariane1153@gmail.com

As matriculas da Escola de Ensino Médio Patronato Sagrada Família começaram no dia 15 último. No entanto, esse fato modificou o cotidiano do bairro Antônio Bezerra, devido a fila formada por pais e responsáveis nos arredores da escola, dois dias antes do prazo estabelecido. Para não perder a vaga, muitos passaram dias e noites, enfrentando chuva e sol, no local, de maneira improvisada, com suas cadeiras, cobertores e guarda-chuvas. 


Esse não foi o primeiro ano em que as filas tomaram conta da paisagem do local, embora a Secretária de Educação do Estado (Seduc) que afirme que “não há necessidade de fila”. De acordo com o professor de história dessa escola, Francisco Adoniram Braga Ramos, uma fila dessas, na periferia de Fortaleza, “não era para existir”. No entanto, ainda segundo o professor, a fila também representa o quanto o trabalho deles é importante e que apesar das dificuldades, estão “construindo uma boa escola, uma escola de todos.”.


Contudo, vale ressaltar, que esses acontecimentos não se restringem somente a essa escola, eles acontecem em todo o Brasil e são resultantes da desvalorização da educação pública pelo país, pois essas escolas que possuem filas para matriculas, são as mais procuradas por chegar mais perto da educação tão almejada pelos pais, mesmo contando com uma gama de problemas.n

TAGS