VERSÃO IMPRESSA

Conta final. Acidente conhecido

01:30 | 06/01/2018

Em outubro último, a turismóloga Isabela Marcello, 46, teve o carro danificado quando, por descuido, o porteiro fechou o portão quando ela estava saindo da garagem. Na época, ela procurou a síndica, que lhe disse que o funcionário deveria ressarci-la pelo prejuízo. O portão do condômino de Isabela não tem sensor e trancou o carro, um prejuízo de R$ 1.290 que ela preferiu não repassar ao funcionário.


A responsabilidade recai sobre o condomínio se o erro dos funcionários forem comprovados. “Em casos de acidentes com bens de moradores, deverá ser observado se o acidente foi causado por falha nos equipamentos do condomínio, se caso positivo, o condomínio deverá indenizar o morador pois falhou na manutenção. Caso o acidente seja causado por falha de um funcionário, a responsabilidade será do condomínio, pois o art. 932, inciso III do Código Civil, prevê que o empregador (condomínio) é responsável pelos atos de seus empregados”, responde o advogado de direito imobiliário, Dráuzio Linhares.



TAGS