VERSÃO IMPRESSA

A Melhor ajuda

01:30 | 06/01/2018
[FOTO1] 

A aquisição de um imóvel é o sonho de muita gente. Não se compra uma casa na mesma frequência em que se compra banana no mercado, então é preciso que essa transação seja feita com alguém em que se possa depositar confiança. Para isso, os corretores ficam de intermédio entre vendedor e comprador com um jogo de cintura para atender às expectativas dos dois lados. Aos 54 anos, Silvana Ban faz parecer que vender imóveis de alto padrão é hobby.

[SAIBAMAIS]

Quando estava tentando vender o seu imóvel, o seu próprio corretor a incentivou a seguir a carreira por ela demonstrar talento ao apresentar a casa para os possíveis compradores. Assim, aquele que era seu corretor virou seu chefe na imobiliária Viva Imóveis, onde trabalha há 2 anos e 7 meses. Hoje já está entre as que mais vendem na empresa, tendo sido primeiro lugar em 2016 com aproximadamente dez imóveis vendidos. Além disso, foi premiada pela Mota Machado no mesmo ano com o quinto lugar de corretores do Estado.

[QUOTE1]

Para se tornar um corretor profissional, é necessário fazer o Curso de Técnico em Transações Imobiliárias e se registrar no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci). Não é possível atuar sem esse cadastro. “É um órgão aplicador da legislação, então ele é fiscalizador e normativo. Tudo aqui que se diz dos direitos dos corretores está relacionado ao Conselho”, afirma Wilson Peixoto, conselheiro do Creci. Em Fortaleza, também já é possível fazer a graduação na área para se aprofundar nas técnicas.

[FOTO2]

Dedicação, disciplina e fé em Deus são os princípios básicos para Silvana Ban, mas ela acredita que ser corretora requer também outras qualidades. “Mais que imóveis, eu tenho que gostar de gente, de saber o que elas querem. A maior característica é a perseverança. Não ser insistente na mesma coisa. Mostra uma novidade, um lançamento”, aposta. Para Renata Ary, diretora da Imobiliária Flat Shop, é preciso estar antenado em aspectos além do mercado imobiliário. “Uma coisa importantíssima são os projetos de infraestrutura do governo. Aquelas palestras das secretarias sobre o que que vai ter, sobre quais são os projetos. O corretor sabe o que vai valorizar o imóvel”, ressalta Ary.


Dessa forma, os investimentos extracurriculares são um grande diferencial na hora da negociação. Programação neurolinguística, coaching e eneagrama foram maneiras de Renata investir em si mesma para aprofundar os conhecimentos em pessoas. Outro aspecto importante é a presença nas mídias sociais, que servem tanto para socialização quanto meio de divulgação das vendas, no intuito de ganhar credibilidade. “Mostra um pouco do seu trabalho: cada vez que estiver fazendo uma venda, um depoimento de um cliente satisfeito”, sugere a diretora da Flat Shop.

LORENA MARCELLO

TAGS