PUBLICIDADE
Jornal

Os premiados do mercado

02/09/2017 01:30:00
NULL
NULL

[FOTO1] 

 

O Dia Nacional do Corretor de Imóveis, no último dia 27 de agosto, foi marcado pela entrega do Troféu Colibri 2017. O prêmio do mercado imobiliário cearense é entregue todos os anos pelo Sindicato dos Corretores Imobiliários do Ceará (Sindimóveis-CE), a corretores, imobiliárias, construtoras e cartórios que atuam no Estado do Ceará. Os vencedores deste ano são: Leandro Paulino (Corretor do Ano), Helbor (Melhor Construtora), Cartório Aguiar (Melhor Cartório) e Lopes Immobilis (Melhor Imobiliária).


A presidente do Sindimoveis-CE, Cristina Chaul Barbosa, afirma que além dessas quatro categorias é eleito o “Destaque do Ano”, personalidade ou empresa com trabalho em prol da categoria, para também receber o Troféu Colibri. Este ano foi o Bradesco. Ela informa que o Estado tem hoje 11,2 mil corretores ativos e que são eles e as corretoras que votam, espontaneamente, nos melhores do ano. A votação acontece no site do Sindimóveis-CE e nem precisa ser sindicalizado para participar. Basta entrar no site, se cadastrar, colocar o número de inscrição no Creci-CE, o e-mail para confirmação e votar apenas uma vez. “É seguro e transparente”, assegura a presidente do Sindimóveis. Acrescenta que a escolha ocorre em duas fases. Na primeira o corretor ou corretora vota em quem quiser e na segunda fase escolhe um dos cinco mais votados.


Cristina Chaul avalia que o mercado imobiliário do Ceará é sempre crescente. “Comparado ao mercado nacional, o do Ceará tem uma diversidade muito grande. Tem a parte de segunda residência, de praia, serra, tem a parte comercial e, principalmente, a área residencial. Hoje são muitos loteamentos no Interior do Estado, condomínios fechados e tem a parte do projeto Minha Casa, Minha Vida (MCMV)”, complementa.


Adianta que com o MCMV se expandindo para o Interior tem diminuído o déficit habitacional para as famílias de baixa renda. “Mas ainda não é suficiente. Tudo isso é feito com o FGTS e depende do crescimento do fundo. A arrecadação hoje não é tão pujante quanto deveria ser”, afirma Cristina Chaul. Para a sindicalista, o corretor de imóveis tem uma importância grande na economia do País porque está ligado diretamente à indústria da habitação. “Nós fazemos parceria com as construtoras e incorporadoras para atender o déficit habitacional do mercado brasileiro”, observa, salientando que as taxas de juros dos financiamentos baixaram, estão em torno de 8,9%, e isso favorece o setor.


Sindicato

 

Para Cristina Chaul, o fato do Sindimóveis-CE ter apenas 1.020 profissionais sindicalizados deve-se, em grande parte, ao desconhecimento da importância e dos benefícios que o sindicato oferece. “As pessoas pensam muito no Conselho (Regional dos Corretores de Imóveis - Creci). Não entendem que ele existe para defender a sociedade dos maus profissionais e dos contraventores e o Sindicato para defender o profissional na sua íntegra”.

 

Entre as vantagens de ser sindicalizado, Cristina Chaul ressalta cursos, palestras, congressos e fóruns que a entidade promove. Destaca ainda que a atual gestão trabalha no desenvolvimento da Unimóveis - universidade para o corretor ter uma formação iniciada e continuada. Explica que por meio dessas atividades os profissionais podem se qualificar e capacitar para fidelizar o cliente nas diversas áreas. “Hoje o corretor de imóveis não é apenas um vencedor e sim consultor de vendas imobiliárias. E toda a capacitação, com os cursos e legislações que ele tem que saber, são importantes para atender bem e fidelizar o cliente”, afirma.


A presidente do Sindimóveis-CE cita convênios com as farmácias, oficinas, planos de saúde e bancos que o sindicato tem. “Os nossos associados têm acesso a financiamentos com taxas de juros mais baixas”, diz, informando que já estão definidas as parcerias com o Bradesco e a Caixa e está sendo negociada uma terceira com outra instituição.


Outro destaque é a parte jurídica para o sindicalizado que é gratuita. “Qualquer ação que ele queira entrar na área de imóveis nós temos advogados prontos para atender. Às vezes uma comissão que não é paga ou para outra ação ele tem a parte de advocacia de graça”, explica. O corretor paga apenas a anualidade, que custa R$ 260 por ano e ainda pode ser dividida em quatro vezes.


Ressalta que os corretores de imóveis, com anualidade em dia, também têm direito a desconto de 50% em plano de saúde. “Temos várias outras parcerias que fazemos com empresas e instituições para beneficiar o corretor”.


Premiados

A imobiliária Lopes Immobilis foi a grande vencedora do Troféu Colibri 2017. O corretor de imóveis da Lopes Immobilis e coordenador de vendas da Helbor, Leandro Paulino, afirma que o Troféu Colibri que recebeu como o “Corretor do Ano” é um reconhecimento a todos os seus esforços. “Isso mostra que a profissão não tem limites. Com cinco anos de mercado consegui essa premiação, que é a maior comenda do mercado imobiliário no Ceará”.

[QUOTE1] 

O diretor Comercial da Helbor, Marcelo Bonanata, diz que recebe a  escolha de “Melhor Construtora do Ano” com alegria e satisfação. O executivo da construtora e incorporadora nacional, que já atua há quase dez anos em Fortaleza, enfatiza a importância dos corretores no sucesso da empresa que trabalha com exclusividade com a Lopes. Adiantou que a crise econômica deixou a Helbor, que está presente em 32 cidades brasileiras, mais seletiva. “Fortaleza está dentro da seleção que fizemos”.


Os diretores comerciais da Lopes Immobilis, Aurélio Paiva e Eduardo Pimentel, falam da satisfação de receber o Troféu Colibri de “Melhor Imobiliária 2017”. A empresa já ganhou esse prêmio seis vezes e, nesta edição, pela terceira vez consecutiva. “É um reconhecimento do trabalho”, avalia Pimentel, acrescentando que os corretores da Lopes fazem parte do sucesso e conquista da empresa. Ressalta ainda que esse é o caminho certo que leva os corretores a querer trabalhar na Lopes.


Aurélio Paiva também salienta o esforço e dedicação da equipe da Lopes Immobilis composta de cerca de 400 profissionais. “Desses, 200 realizam cerca de dez mil ligações por dia. O restante atua externamente”, conta Paiva. Explica que hoje a Lopes participa de 80% dos plantões em estandes das 60 maiores construtoras. “Nós fizemos este ano aproximadamente 30 eventos, o que dá praticamente um evento por semana tirando Carnaval e Semana Santa”, informa. A cada evento, os corretores ficam desde as 8 horas até às 19 horas, de segunda a sexta-feira, convidando as pessoas para visitar o estande de venda do empreendimento ofertado por uma construtora no fim de semana.


Na análise de Paiva, um dos responsáveis pelo sucesso da Lopes Immobilis é o foco no que a equipe tem de bom. “Nos eventos que promovemos toda semana levamos, em média, de 40 a 80 clientes”, salienta o diretor. Eduardo Pimentel lembra que a empresa também é imbatível nos feirões de imóveis que se realizam nos shopping centers da cidade. “Em setembro agora devemos estar, simultaneamente, em eventos desse tipo no Iguatemi, RioMar Fortaleza e North Shopping Parangaba”, comenta. Os diretores ressaltam que além do estande e da oferta a Lopes dispõe de atendimento online por meio do site e das redes sociais.

TAGS