PUBLICIDADE
Jornal

Garantia de sustentabilidade

13/05/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Os selos de sustentabilidade, também chamados de selos ecológicos ou ecolabels, certificam produtos e serviços que colaboram com a preservação do meio ambiente. Existem várias certificações de prédios verdes, entre elas, a norte-americana Leed (Leadership in Energy & Environmental Design), os brasileiros Procel Edifica, AQUA-HQE e o Selo Casa Azul da Caixa Econômica Federal. Em Fortaleza, a Prefeitura criou o Fator Verde.

[SAIBAMAIS]

Um exemplo em Fortaleza é o LC Corporate Green Tower, da Luciano Cavalcante Imóveis. O empreendimento recebeu em agosto de 2015 o selo de sustentabilidade LEED na categoria Silver (Prata) e se tornou o primeiro edifício comercial do Norte e Nordeste a conquistar o certificado concedido pela ONG americana US Green Building Council (USGBC). Entre os critérios observados pela USGBC estão a aplicação de projetos de eficiência energética, uso racional de água, aproveitamento de materiais, espaço sustentável e tecnologia. O empresário Luciano Cavalcante também cita a Cidade Cauype, um projeto que segue a linha do “Novo Urbanismo” e verde.


O diretor Técnico da C.Rolim Engenharia, Alexandre Mourão, explica que todos os selos são importantes, pois eles geram conhecimento para as empresas que estão tentando se parametrizar pelos seus conceitos, pré-requisitos e créditos. “Entendemos que a procura por uma certificação ambiental em uma determinada obra serve para um grande crescimento profissional da organização. A partir dela, todas as próximas obras mesmo que não certificadas, usam conceitos deste conhecimento, e, mais importante, adotam como princípio a construção sustentável”.

[QUOTE1]

Para Mourão, que também é membro da Comissão de Meio Ambiente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Ceará (Sinduscon-CE), a decisão de certificar engrandece o empreendimento. “Foi assim que fizemos na C. Rolim Engenharia”, comenta, ressaltando que a empresa certificou uma obra, o Paço das Águas, com dois selos ambientais. Um internacional, o LEED e outro nacional, o Procel Edifica.

“Temos o orgulho e prazer de sermos o primeiro prédio residencial do Brasil com selo LEED CS. Todos os selos têm suas exigências com auditorias e comprovações documentais”, destaca.


Outro empreendimento que segue a linha sustentável e já tem a pré-certificação do LEED é o BS Design, da BSPar. A coordenadora de Sustentabilidade da BSPar, Raquel Botelho, informa que a equipe de consultoria faz visitas mensais ao canteiro de obras para avaliar se as medidas de sustentabilidade estão sendo aplicadas adequadamente, com o objetivo de minimizar os impactos ambientais causados pela obra.


“Assim também como os projetos que estão em constante avaliação para verificar a eficiência energética, o consumo de água, sempre aprimorando o consumo que foi previsto”, completa. Acrescenta que, após o término da obra, todos os documentos pertinentes à certificação serão enviados ao órgão certificador para avaliação final, para receber a pontuação e o nível de certificação que o empreendimento alcançou.


SAIBA MAIS


CERTIFICAÇÕES MAIS UTILIZADAS

Certificação LEED (Leadership in Energy and Enviromental Design)

É um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações, utilizado em 143 países. Tem como objetivo a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, com foco na sustentabilidade de suas atuações.Quem confere as certificações é o Green Building Council Brasil (GBCB), braço da ONG internacional criado no Brasil em março de 2007 para auxiliar no desenvolvimento da indústria da construção sustentável no País. O Brasil é o quarto no ranking mundial de construções verdes segundo relatório do GBC internacional divulgado em 2015, ficando atrás apenas da Canadá, China e Índia.


Selo Procel Edifica

O Selo Procel Edificações, da Eletrobras, estabelecido em novembro de 2014, é um instrumento de adesão voluntária que tem por objetivo principal identificar as edificações que apresentem as melhores classificações de eficiência energética em uma dada categoria. O programa incentiva a conservação e o uso eficiente dos recursos naturais (água, luz, ventilação etc.) nas edificações, reduzindo os desperdícios e os impactos sobre o meio ambiente.

 

Certificação AQUA-HQE

(Alta Qualidade Ambiental)

O Processo AQUA-HQE é uma certificação internacional da construção sustentável desenvolvida a partir da certificação francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environmentale) e aplicada no Brasil desde 2008 pela Fundação Vanzolini.

 

Selo Casa Azul da Caixa Econômica Federal

É a forma que o banco encontrou de promover o uso racional de recursos naturais nas construções e a melhoria da qualidade da habitação. A principal missão é reconhecer projetos que adotam soluções eficientes na construção, uso, ocupação e manutenção dos edifícios. São 53 critérios de avaliação, divididos em seis categorias (Qualidade Urbana, Projeto e Conforto, Eficiência Energética, Conservação de Recursos Materiais, Gestão da Água e Práticas Sociais).

 

Fator Verde

É uma certificação da Prefeitura de Fortaleza concedida em quatro níveis: bronze, prata, ouro e diamante. A avaliação é realizada segundo 45 critérios, sendo 12 obrigatórios e 33 opcionais, distribuídos em seis fatores: Cidade Sustentável; Hídrico; Ambiente Saudável; Energético; Materiais e Resíduos; e Social. Entre os aspectos a serem analisados, estão o acesso ao transporte público, gentilezas urbanas; iluminação natural; e captação de águas pluviais.

TAGS