PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Denúncia de André Fernandes é protocolada no MPCE

| DOCUMENTO EM SIGILO | Reações são negativas na Assembleia Legislativa (AL)

15/06/2019 02:14:02

Após declarar que deputados estaduais estariam envolvidos com facções criminosas, o deputado André Fernandes protocolou uma denúncia junto ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Outros integrantes da Assembleia Legislativa (AL) repudiaram a ação do parlamentar.

Fernandes já havia anunciado a denúncia em suas redes sociais na tarde de ontem. O POVO confirmou a informação com o MPCE, que informou que a denúncia seria encaminhada ao gabinete do procurador-geral de Justiça para posterior análise. O documento está em sigilo.

Em seu Twitter, o deputado também afirmou que não divulgaria os nomes presentes na denúncia. "Vocês sabem muito bem que todo inquérito tem que correr em segredo de justiça, para que os envolvidos não esquivem-se das provas. Quem contrariar isso é canalha!", afirmou.

Em seguida, André alegou que não poderia ser irresponsável a ponto de citar nomes apenas por meio de denúncias embasadas em indícios. "Independente do cargo ou função, lugar de bandido é na cadeia!", disse. A Assembleia Legislativa do Ceará informou, através de sua assessoria, que requereu cópia da denúncia ao MPCE para analisar o conteúdo.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, Júlio César Filho (PDT), repudiou as declarações de André Fernandes. "É preciso ter responsabilidade. As denúncias não podem ser genéricas. Se há deputados envolvidos com facções criminosas precisamos saber quem são. É preciso que os órgãos competentes investiguem. A denúncia genérica engloba todos que fazem parte do parlamento", ressaltou.

Procurada pela reportagem, a assessoria do presidente da AL, José Sarto, afirmou que "não há porque ele se pronunciar" já que a "Mesa Diretora não foi provocada". O POVO Online também procurou o deputado Elmano Freitas (PT), mas ele não foi localizado pela assessoria até o fechamento dessa matéria. Elmano e a bancada do PSDB na AL solicitaram que André respondesse no Conselho de Ética da AL pela sua fala.

Conforme uma fonte informou ao O POVO, a Mesa Diretora deve ter uma atitude cautelosa ante a denúncia; os parlamentares irão se reunir para avaliar o conteúdo da acusação enviada ao MPCE. Isolado, entre a bancada da oposição e o próprio partido, André Fernandes não estaria encontrando apoio. A mesma fonte afirmou que a denúncia parece ser bastante evasiva, não indo muito além do que já foi apresentado publicamente pelo deputado. (Izadora Paula/especial para O POVO)

TAGS