PUBLICIDADE
Jornal

3º suspeito de ataque em escola é ouvido e liberado

| SUZANO | Hipótese é de que adolescente tenha ajudado a planejar o atentado

16/03/2019 02:23:38

O adolescente de 17 anos apontado pela polícia como suspeito de participar do ataque à Escola Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, foi ouvido pelo Ministério Público na manhã de ontem e liberado. Ele se apresentou no fórum de Suzano. O jovem foi ouvido pelo promotor Rafael do Val, nomeado pela Procuradoria-geral de Justiça para a investigação e responsável pela Promotoria de Infância e Juventude do município. Pela manhã, policiais civis realizaram diligências na casa do jovem.

Na quinta-feira, 14, a Polícia Civil anunciou ter encaminhado à Justiça o pedido de apreensão do jovem suspeito. Até o momento, no entanto, os investigadores não divulgaram quais provas foram coletadas e nem o grau de envolvimento do rapaz no crime. Por se tratar de um menor de idade, a mãe do adolescente acompanhou a oitiva. Como o MP não acatou o pedido da polícia de apreensão do jovem, a Vara de Infância e Juventude de Suzano não precisou se manifestar sobre o caso.

Segundo a Polícia Civil, a participação do novo suspeito teria ocorrido na fase de preparação. Ele foi ouvido nesta semana pelos investigadores.

O ataque deixou 10 mortos e 11 feridos na quarta-feira, 13. Cinco das vítimas eram estudantes da Raul Brasil e outras duas eram funcionárias da instituição. O adolescente de 17 anos também é ex-aluno da escola e estudou com um dos dois atiradores que morreram.

O ataque deixa sequelas aos sobreviventes que vão além dos ferimentos. Além de cuidados médicos, as autoridades informam que as vítimas e seus familiares precisam de suporte psicológico para tentar lidar com todo o acontecimento.

Oito vítimas ainda permanecem internadas, segundo o Hospital Santa Maria. De acordo com a Prefeitura de Suzano, o estudante Guilherme Ramos do Amaral, de 14 anos, permanece sob cuidados na Santa Casa de Misericórdia do município. O adolescente fraturou a perna esquerda, pois sofreu queda no momento em que fugiu dos atiradores dentro da escola. Após cirurgia realizada ontem no joelho esquerdo, o jovem deve receber alta hoje.

O hospital particular Santa Maria informou que os pacientes José Vitor Ramos, de 18 anos, e Samuel Silva Félix, de 14 anos, permanecem estáveis, apresentando quadro clínico com evolução positiva. (Agência Estado)

TAGS