PUBLICIDADE

Cardeal Pell é declarado culpado por pedofilia

05:00 | 27/02/2019
Cardeal George Pell é assessor do papa e tesoureiro do Vaticano
Cardeal George Pell é assessor do papa e tesoureiro do Vaticano

O cardeal George Pell foi declarado culpado de crimes sexuais contra menores na Austrália, tornando-se o mais alto dignatário da Igreja católica condenado em um caso de pedofilia.

Pell, de 77 anos, foi declarado culpado em um julgamento em dezembro por agressão sexual e outras quatro acusações de atentado ao pudor contra dois coroinhas de 12 e 13 anos na sacristia da Catedral de São Patrício, em Melbourne, nos anos 1990.

Pell foi considerado culpado, entre outras acusações, de ter obrigado uma das vítimas a fazer sexo oral nele e a se masturbar diante da outra.

O Vaticano expressou o "profundo respeito" pela justiça australiana após a condenação.

"É uma notícia dolorosa que, estamos cientes, chocou muitas pessoas, não só na Austrália. Como fizemos antes, reafirmamos nosso profundo respeito pelas autoridades judiciais australianas", disse o Vaticano em um comunicado. (AFP)

TAGS