PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

TJ-SP autoriza mãe a cultivar maconha em casa

TRATAMENTO O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) autorizou uma fisioterapeuta, mãe de uma menina de seis anos diagnosticada com autismo, a cultivar maconha em sua casa, em Campinas, para produzir óleo de Cannabis, utilizado no tratamento da criança.

O salvo-conduto foi dado por um ano, atendendo a habeas corpus da Defensoria Pública de São Paulo. A decisão é inédita no Tribunal paulista e pode criar jurisprudência, diz a Defensoria.

Relatórios médicos de profissionais que acompanham o desenvolvimento da menina, e da escola onde estuda, atestaram a melhora no quadro da criança após o início do tratamento.

"Ela começou a dormir bem e ficar mais tranquila. As crises violentas diminuíram muito", afirma a mãe.

TAGS