PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Encerradas as buscas por vítimas de explosão

As autoridades concluíram ontem os trabalhos de busca de vítimas da explosão em uma tubulação de combustível no México, ocorrida na sexta-feira, 18, enquanto era saqueada por centenas de civis, uma tragédia que deixou ao menos 79 mortos.

66 pessoas continuam internadas em Hidalgo, estado onde ocorreu a explosão, e em localidades vizinhas. Os casos mais graves foram transferidos para a Cidade do México.

"Há pacientes graves com queimaduras em mais de 80% (do corpo) e que já têm comprometimento de seu tecido interno", relatou o ministro da Saúde, Jorge Alcocer.

O procurador-geral do México, Alejandro Gertz, disse que continua-se avaliando hipóteses sobre as causas da explosão do duto, perfurado por ladrões, que provocaram a saída de um potente jato de combustível.

O vazamento atraiu cerca de 700 moradores, que recolhiam a gasolina com baldes e garrafões, quando foram surpreendidos pela explosão. (AFP)

TAGS