PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Depois da chuva, praias ficam lotadas no feriado de Natal

| Litoral de Fortaleza | A maior movimentação foi na Beira-Mar. Bombeiros alertam para cuidados neste período

26/12/2018 01:30:00
NULL
NULL (Foto: )
[FOTO1]

As pancadas de chuva que ocorreram no fim da manhã de ontem não foram suficientes para afastar os banhistas. As praias de Fortaleza foram a principal escolha neste pós-ceia de Natal e para a ressaca em alguns. Na Beira-Mar, no posto de banho próximo ao Náutico, as barracas ficaram lotadas. Há alguns quilômetros de distância de orla, na Praia do Futuro, apesar da menor movimentação, bombeiros fizeram guarda nos postos em alerta no combate aos afogamentos.

 

De férias em Fortaleza, os catarinenses Cintia Viana, 39, e Jefferson Viana, 39, elegeram a Praia do Futuro para o feriado. "Há alguns anos temos vindo para as praias do Nordeste neste período de festas de final de ano porque é garantia de sol o tempo todo. Choveu há pouco tempo e logo depois teve sol", afirma a fonoaudióloga. Ela e o esposo dispensaram as habituais barracas características daquela praia e substituíram por guarda-sol, cadeiras e caixa térmica. O chamado kit de sobrevivência. "Eu não gosto de me fixar a uma só local, além do mais as mesas são distantes do mar e nós gostamos de ficar bem próximos das crianças". Os filhos Pietra,  6, e Henrique, 2.

 

Um dos bombeiros plantonistas no local alerta justamente para a supervisão de crianças e o cuidado ao adentrar o mar. Dados atualizados até outubro deste ano revelam que o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) realizou mais de 300 resgates no local. "Nosso trabalho aqui é principalmente preventivo, com a maré secando é muito perigoso porque o mar tende a puxar mais", explica. Segundo Freitas, a presença de um agente do corpo de bombeiros já é, por si só, um fator preventivo. A concentração de profissionais se dá nos maiores pontos de criação de valas e correntezas.

 

Para aproveitar a praia de Fortaleza, é preciso tomar alguns cuidados como alertam os bombeiros. No mar, onde não houver correnteza, não ultrapasse a linha da cintura para não correr o risco de perder o controle; evite entrar no mar após ingerir bebida alcoólica; crianças devem ter supervisão total; é importante que crianças utilizem pulseiras de identificação com nome do responsável e telefone; consulte um bombeiro antes de entrar no mar para se informar sobre as condições de banho; se for pego em uma corrente e não conseguir sair dela, peça socorro.

TAGS