PUBLICIDADE
Jornal

Dez deputados são presos no Rio em investigação sobre propina

farol

09/11/2018 01:30:00
NULL
NULL (Foto: )

[FOTO1] 

Dez deputados foram presos ontem no Rio na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato. Segundo as investigações, os parlamentares votavam de acordo com interesses do ex-governador Sérgio Cabral (MDB) e, em troca, recebiam "mensalinhos", que podiam chegar a R$ 900 mil, e o direito de nomear apadrinhados para cargos em órgãos como o Detran-RJ e em empresas terceirizadas. O esquema teria movimentado pelo menos R$ 54,5 milhões em pagamentos de propina entre 2011 e 2014.

 

Além dos parlamentares, outras 12 pessoas foram presas, incluindo o presidente do Detran, Leonardo Jacob, o ex-presidente do órgão Vinicius Farah, recém-eleito deputado federal, e Affonso Monnerat, secretário de Governo de Luiz Fernando Pezão (MDB) - que não é investigado. A operação apreendeu cerca de R$ 600 mil em dinheiro vivo (reais, dólares e euros). O esquema, segundo o procurador da República Carlos Aguiar, transformou a Alerj em uma "propinolândia". "Esses personagens lotearam o Estado para viabilizar seus interesses políticos, numa relação absolutamente promíscua, de 'toma lá, dá cá'", disse Aguiar.

 

TAGS