PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Forças Armadas vão fazer parte da política nacional, diz Bolsonaro

21/04/2019 07:15:18
?MINISTRO da Segurança Pública, Raul Jungmann, fala sobre caso Marielle
?MINISTRO da Segurança Pública, Raul Jungmann, fala sobre caso Marielle (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), incluiu ontem, pela primeira vez, o Ministério da Defesa entre os três superministérios de seu futuro governo - os dois outros são o da Justiça e o da Economia. "A Defesa é um outro superministério. As Forças Armadas vão sim fazer parte da política nacional. Não vão ser relegadas como nos governos de Fernando Henrique e do PT", anunciou, em entrevista coletiva para emissoras de televisão. Sobre assuntos de Relações Exteriores, Bolsonaro afirmou não ver "clima pesado ou problemas" em mudar a embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém. "Não é problema de vida ou morte, respeito os judeus e o povo árabe". O O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, qualificou "histórica" a decisão. Esta foi a primeira entrevista coletiva de Bolsonaro. Ao contrário do que é usual, apenas as TVs (exceto a TV Brasil) e algumas rádios e sites foram convocados. Os jornais impressos, agências de notícias nacionais e internacionais tiveram seus pedidos de credenciamento ignorados. (Com agências)

TAGS