PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Provas de abusos sexuais na Igreja foram destruídas, diz procurador

2018-07-31 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

O procurador que investiga as denúncias de abusos sexuais na Igreja chilena confirmou ontem que houve destruição de provas por parte de religiosos, em uma tentativa de atrapalhar as investigações. "Isso já se encontra em investigação e agora falta determinar quem destruiu especificamente e os antecedentes", disse Emiliano Arias. Há meses a Igreja católica chilena é alvo de denúncias de abusos sexuais. No total 158 bispos, sacerdotes e laicos foram ou estão sendo investigados por abusos sexuais. Há duas semanas, foi preso o sacerdote Óscar Muñoz, que trabalha com o cardeal de Santiago, Ricardo Ezzati.

 

TAGS