VERSÃO IMPRESSA

O POVO conquista selo verde

| SUSTENTABILIDADE | O POVO acaba de conquistar o selo de Certificação Florestal (Cerflor), criado para distinguir quem faz uso de produtos da floresta sem exaurir os ciclos de renovação e permanência

01:30 | 17/05/2018
[FOTO1]

Este texto que você está lendo foi impresso em papel feito a partir de madeira de reflorestamento. Aliás, toda a cadeia de fornecedores para a produção deste produto é sustentável. Por esse compromisso, o Grupo de Comunicação O POVO conquistou o selo verde do Programa de Reconhecimento de Sistemas de Certificação Florestal, que identifica empresas que promovem o uso sustentável das florestas.
[SAIBAMAIS]
A certificação brasileira é auditada pela respeitada Associação Portuguesa de Certificação (APCER) e reconhecida internacionalmente pelo Programme for the Endorsement of Forest Certification Schemes (PEFC). O POVO contou com a assessoria da DSGQ Thinking Business. A consultoria ajudou a adequar as práticas da empresa aos critérios exigidos pelo programa, adotando uma agenda da cultura de sustentabilidade do planeta.

 

“Desde o fornecimento da matéria prima, até o produto final há uma inquietação nossa com a preocupação com a não-poluição”, informa a gerente da Controladoria do Grupo de Comunicação O POVO e coordenadora do Comitê de Sustentabilidade da empresa, Renata Aguirre. “Não é de hoje que temos nos preocupado em ser sustentáveis. A certificação é o reconhecimento do esforço coletivo de vários setores da empresa”, celebra.

 

O POVO se torna o único jornal no País, e um dos poucos no mundo, a receber o selo. No Brasil, ele é entregue pelo Instituto Nacional de Pesos e Medidas (Inmetro).


Por iniciativa do Comitê de Sustentabilidade do jornal, O POVO também acaba de assinar o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Os signatários se comprometem a seguir princípios derivados da Declaração Universal de Direitos Humanos, da Declaração da Organização Internacional do Trabalho sobre Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, da Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento e da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção.


Demitri Túlio, repórter do O POVO, conta que a adoção do Pacto Global é um esforço para mudar a cultura do trabalhador e dos gestores de todos os setores, uma busca por rotinas e práticas sustentáveis dentro e fora da empresa.


Os leitores poderão saber mais sobre o tema por meio do site que explica a nova política. A partir de hoje, o selo Cerflor será incluído na capa do jornal, uma sinalização do manejo sustentável do papel-jornal. A nova política marca o início de um conjunto de ações ligadas as ações que a compõem o Pacto Global. ´

 

PACTO GLOBAL DA ONU

10 princípios universais que devem ser seguidos

Apoiar e respeitar a proteção de direitos humanos reconhecidos internacionalmente;

Assegurar-se de sua não participação em violações destes direitos;

Apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva;

Eliminar todas as formas de trabalho forçado ou compulsório;

Abolir efetivamente o trabalho infantil;

Eliminar a discriminação no emprego;
 

Apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais;

Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental;

Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis;

Combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.

FONTE: ONU

GABRIELLE ZARANZA

TAGS