PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Brilho alencarino

| Copa América | Com golaço de cearense Éverton e dois gols de Coutinho, Brasil estreia no torneio continental com vitória fácil por 3 a 0 sobre a Bolívia

15/06/2019 01:16:55
Maracanauense Éverton (à esquerda) comemora o terceiro gol da seleção na partida
Maracanauense Éverton (à esquerda) comemora o terceiro gol da seleção na partida (Foto: Pedro Ugarte / AFP)

A jornada brasileira para reaver o título da Copa América após 12 anos começou com tempero cearense. A seleção já vencia a Bolívia por 2 a 0 no estádio Morumbi na noite de ontem quando o maracanauense Éverton, do Grêmio-RS, carregou a bola da ponta esquerda, cortou para a entrada da área e acertou um chutaço no ângulo do goleiro Lampe, dando números finais à partida de abertura do torneio continental.

Quarto cearense a jogar no atual formato da Copa América — após Mirandinha (1987), Jardel (2001) e Dudu Cearense (2004) — e 11º a vestir a amarelinha, o atacante formado nas categorias de base do Fortaleza fechou a conta aberta por gols de pênalti convertidos pelo meia-atacante Philippe Coutinho, do Barcelona.

Sem Neymar, cortado após contusão — e em meio a turbulência pessoal após ser acusado de estupro — a seleção pressionou muito no primeiro tempo, mas não superou a barreira da frágil Bolívia. Pior time sul-americano no ranking da Fifa (62º), os bolivianos nem chegaram a ameaçar. O Brasil fechou a etapa com 12 finalizações contra 2 do adversário e mais de 70% de posse de bola. Apesar disso, a seleção tinha postura apática, sem vibração.

O panorama mudou no segundo tempo — com auxílio da arbitragem de vídeo (VAR). A tecnologia assinalou toque de mão de Jusino na área, logo 4 minutos, em lance que o árbitro Nestor Pitana não vira. Coutinho pegou a bola e bateu no canto direito do goleiro para fazer 1 a 0. Abrir o placar foi a senha para a retranca boliviana desmoronar e a vitória se consolidar.

Logo depois, aos sete, a Bolívia deu espaço para Firmino servir Coutinho, que completou de cabeça para as redes. Com dois gols marcados tão rapidamente, o Brasil relaxou de vez. A obrigação estava cumprida, ainda que sem espetáculo. Restou ao Brasil administrar o jogo sem nem precisar ver o goleiro Alisson trabalhar nos 40 minutos restantes.

Já com a tranquilidade da vitória, a equipe ainda viu Éverton entrar e anotar o dele.

Depois de bater a Bolívia, o Brasil voltará a campo pela Copa América na terça-feira, 18, quando enfrentará a Venezuela, às 21h30min, na Arena Fonte Nova, em Salvador. A seleção encerra a primeira fase no sábado, 22, contra o Peru. O jogo será às 16 horas, na Arena Corinthians.

A primeira fase da Copa América continua hoje com dois jogos: Venezuela x Peru, pelo grupo A (o mesmo do Brasil) e Argentina x Colômbia, pelo B. (Com Agência Estado)

Copa América

Brasil

4-3-3: Alisson; D. Alves, Marquinhos, T. Silva e F. Luís; Casemiro, Fernandinho e P. Coutinho; Richarlison (Willian), R. Firmino (G. Jesus) e D. Neres (Éverton).

Téc.: Tite

Bolívia

4-4-2: Lampe; D. Bejarano, Haquin, Jusino e M. Bejarano; Justiniano, Saucedo (Cruz), Castro (R. Vaca) e Saavedra (L. Vaca); Chumacero e Moreno.

Téc.: Eduardo Villegas

Local: Morumbi, em São Paulo-SP

Data: 14/6/2019

Árbitro: Nestor Pitana-ARG

Assistentes: Hernán Maidana-ARG e Juan Belatti-ARG

VAR: Patrício Loustau-ARG

Público: 46.342 pagantes

Renda: R$ 22.476.630

Cartões amarelos: Coutinho (Brasil); Saucedo (Bolívia)

Gols: Philippe Coutinho (5 e 8MIN/2ºT) e Éverton (40MIN/2ºT)

TAGS