PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Cearenses têm desempenho de 37%

Série A. Análise das campanhas

15/06/2019 02:14:06

Chegar à pausa para a Copa América, depois de nove rodadas, fora da zona de rebaixamento da Série A do Brasileiro pode ser considerado desempenho satisfatório para Ceará e Fortaleza, dados o nível técnico e a disparidade econômica da competição.

Análise mais profunda nos resultados de Vovô e Leão, no entanto, mostram que as campanhas estão abaixo do que os torcedores costumam considerar normal para o atual patamar das equipes.

Numa conta rápida, Ceará e Fortaleza disputaram 27 pontos cada e ambos faturaram apenas dez, o que representa aproveitamento de apenas 37%. O argumento de que "na Série A só tem pedreira" é válido e ameniza o resultado, mas os dois já encaram quantidade considerável de concorrentes diretos — times com qualidade técnica semelhante, entre quem foge de rebaixamento ou mira posição intermediária.

O Alvinegro já enfrentou cinco equipes consideradas "derrotáveis" (CSA, Avaí, Goiás, Bahia e Vasco) e venceu apenas dois. O Tricolor encarou quatro adversários na mesma condição (Athletico-PR, Botafogo, Chapecoense, Vasco) e também só teve dois triunfos.

O fator casa faz a diferença para os cearenses na Série A, mas o aproveitamento poderia ser melhor. De 12 pontos disputados no Castelão, o Leão ficou com sete, mesma quantidade do Vovô, que disputou 15 em casa.

Longe da torcida, Ceará e Fortaleza conquistaram um triunfo cada, ambos sobre adversários contra os quais faz a diferença tomar pontos. O primeiro virou contra o Avaí na Ressacada e o segundo bateu a Chape na Arena Condá.

Gols sofridos na reta final dos jogos, expulsões e não utilização da tecnologia do árbitro de vídeo são fatores que atrapalharam ambos no primeiro quarto da Série A. Respectivamente na 13ª e 14ª posição, Vovô e Leão estão a apenas dois pontos do Z-4, mas atrás somente de três pretensos concorrentes diretos contra a degola (Bahia, Botafogo, Goiás), com margem negativa de no máximo cinco pontos.

A inter-temporada que Rogério Ceni e Enderson Moreira têm pela frente para fazer ajustes precisa refletir numa melhoria de resultados em campo, uma vez que metade do primeiro turno já foi jogado. O Fortaleza volta à disputa dia 13 de julho, contra o Avaí, no Castelão. Já o Ceará reestreia na competição dia 15 de julho, contra o Fluminense, no Maracanã. (Brenno Rebouças)

Leão e Vovô na Série A

CEARÁ

- 3 vitórias (CSA, Avaí e Grêmio)

- 1 empate (Bahia)

- 5 derrotas (Cruzeiro, Atlético-MG, Goiás, Santos e Vasco)

FORTALEZA

- 3 vitórias (Athletico-PR, Chapecoense e Cruzeiro)

- 1 empate (Vasco)

- 5 derrotas (Palmeiras, Botafogo, São Paulo, Flamengo e Grêmio)

TAGS