PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Cortado da seleção, Neymar depõe no RJ

Divulgação de fotos íntimas. Após acusação de estupro

07/06/2019 01:32:19
Neymar chegou à delegacia de cadeira de rodas, devido a lesão
Neymar chegou à delegacia de cadeira de rodas, devido a lesão (Foto: Mauro Pimentel / AFP)

O atacante Neymar depôs na noite de ontem na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro. Ele foi ouvido no inquérito que investiga vazamento de imagens íntimas e conversas com Najila Trindade, modelo que acusa o jogador de agressão e estupro. O atleta ficou cerca de 1 hora e 30 minutos no local.

Na saída, o atacante do Paris Saint-Germain deu uma breve declaração. "Só quero agradecer todo o apoio e mensagem que todo mundo mandou, agradecer todo o carinho. Me senti muito amado", afirmou, sem responder perguntas dos jornalistas.

Com uma bota ortopédica devido à lesão sofrida nos ligamentos do tornozelo direito — ocorrida na noite de quarta-feira no amistoso do Brasil com o Catar - Neymar chegou às 19h15min na sede da delegacia e foi conduzido numa cadeira de rodas. Houve muito tumulto devido à aglomeração de jornalistas. Por conta da lesão, Neymar foi cortado da seleção brasileira que vai disputar a Copa América. A competição continental começa na próxima sexta-feira, 14, e será realizada no Brasil.

Uma das advogadas do jogador, Maíra Fernandes, afirmou que a oitiva foi tranquila. "Neymar acabou de prestar depoimento e fez questão de vir o quanto antes para esclarecer tudo o que era devido. Nós confiamos plenamente que vamos provar a inocência dele", disse. "Ele está tranquilo em relação a isso e nós também "

O depoimento de Neymar à DRCI estava previsto para ser feito na manhã de hoje, mas os advogados do atacante pediram antecipação da oitiva. O caso se refere a um vídeo divulgado pelo atacante na noite do último sábado. A publicação trazia conversas e imagens íntimas da mulher que acusa o atacante de estupro.

Também ontem, Najila Trindade, modelo que acusa Neymar de estupro, não compareceu ao depoimento que estava marcado para as 16 horas, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro (SP). Foi a quarta ausência da modelo após intimações da delegacia. Ela já havia sido convocada para prestar esclarecimentos no sábado, segunda e terça-feira.

De acordo com o advogado Danilo Garcia, que esteve na delegacia nesta quinta-feira, a modelo vai comparecer hoje às 11 horas. "Estou vindo à delegacia pela primeira vez como advogado da Najila Trindade. Eu preciso tomar conhecimento. Ela estará aqui nesta sexta-feira", disse o advogado.

Najila registrou um Boletim de Ocorrência como vítima de estupro que teria sido cometido pelo jogador em Paris, no dia 15 de maio, em Paris. (Agência Estado)

TAGS