PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Fortaleza tem muitos jogos em curto espaço de tempo; rodízio tem dado resultado

|SEQUÊNCIA DE JOGOS| Fortaleza enfrenta calendário de muitas partidas em curto espaço de tempo. Técnico Rogério Ceni, apesar de rodízio de atletas e dos bons resultados, mostra preocupação

25/05/2019 03:00:52
Na pausa do Brasileirão para a Copa América, em junho, Fortaleza terá disputado 14 jogos em 45 dias
Na pausa do Brasileirão para a Copa América, em junho, Fortaleza terá disputado 14 jogos em 45 dias (Foto: Aurélio Alves)

O mês de maio tem sido extremamente desgastante para o Fortaleza. Com uma intensa maratona de jogos, o Tricolor enfrenta uma sequência pesada, que tem obrigado o técnico Rogério Ceni a fazer rodízio no elenco. Mesmo com bons resultados, o treinador leonino mostra preocupação com o atual cenário.

"Estamos chegando no limite físico. Principalmente os jogadores velocistas, os caras de frente. Estão chegando no limite e não temos condições de perder jogadores lesionados. É o maior desafio que nós temos, porque temos intervalos entre os jogos de três dias, com viagens...é muito puxado", disse o comandante leonino.

E a reclamação de Ceni tem total fundamento. Nos últimos 27 dias, o Tricolor entrou em campo oito vezes, incluindo partidas de Campeonato Brasileiro Série A, Copa do Brasil e Copa do Nordeste, que está em fase decisiva.

A tendência é que o cenário continue complicado até a pausa para a Copa América, que começa dia 14 de junho. Daqui pra lá, o Tricolor disputará mais seis jogos no intervalo de 18 dias. Com isso, o Fortaleza totalizará 14 jogos em 45 dias.

"São muitas rodadas, em meio e fim de semana, e estamos nos mantendo, mesmo com poucos recursos. Agora é hora do sacrifício de todos. Precisamos que cada um seja muito profissional para passar por esse período. Não sei como a gente vai conseguir terminar essa maratona, mas esse é o maior desafio que temos agora", disse Ceni.

Apesar da quantidade de jogos num curto espaço de tempo, o Fortaleza tem acumulado bons resultados. Está perto de ser campeão da Copa do Nordeste (venceu a primeira final contra o Botafogo-PB por 1 a 0), tem chances de classificação na Copa do Brasil (empatou o jogo de ida em 0 a 0) e ocupa a 14ª colocação no Brasileirão, com três pontos de vantagem para a zona de rebaixamento.

Mais que bons resultados, o Tricolor tem demonstrado boas atuações. E muito disso se deve ao rodízio de jogadores que o técnico Rogério Ceni tem adotado.

Para a partida contra o Vasco, amanhã à noite, a tendência é que mais mudanças sejam feitas, principalmente porque o comandante tricolor poderá contar com os retornos do volante Juninho e dos atacantes Jr. Santos, Kieza e André Luís, que não puderam atuar contra o Belo, pelo Nordestão.

A partida é considerada crucial para a comissão técnica do Fortaleza, tendo em vista que o Vasco é adversário direto na luta contra o rebaixamento. Em cinco jogos, o time carioca perdeu três e empatou dois, ocupando a lanterna do campeonato, com somente dois pontos.

Andre Almeida

TAGS